Publicado 29 de Junho de 2015 - 5h30

Um carro capotou após colidir com outro, por volta das 9h50 de ontem, no balão do Galleria Shopping, no cruzamento da Avenida José Bonifácio Coutinho Nogueira com a Rua Engenheiro José Francisco Bento Homem de Mello, no Jardim Madalena, em Campinas. Um homem de 73 anos ficou ferido e teve parte da mão decepada. O local é conhecido por ser perigoso e registrar vários acidentes. O de ontem foi uma batida frontal entre um Spin e um Uno, que capotou e ficou virado na rua. O motorista sofreu ferimentos graves na mão e, segundo a Polícia Militar, corria o risco de perder os dedos. Ele foi levado ao Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Segundo testemunhas, o motorista do Spin descia a avenida e, quando foi atravessar a Rua Engenheiro José Francisco Bento Homem de Mello, bateu de frente com o Uno, que não teria parado no balão. No Spin, estavam um casal, um bebê e uma criança de oito anos; ninguém ficou ferido. Moradores do entorno reclamam que o lugar é perigoso e cobram medidas de segurança junto à Prefeitura. “As pessoas não respeitam o ‘Pare’. Para melhorar, é simples. Não precisa por radar. Precisa colocar um ‘Pare’ maior. Um semáforo também ajuda”, disse Carlos Petrazuolo, de 66 anos. O local já havia sido notícia no Correio Popular no final de maio, devido à preocupação dos moradores com os constantes acidentes. A rotatória parcialmente interditada confunde os motoristas — o local tem diversas entradas fechadas com bloquetes de concreto amarelos, o que deixa o motorista confuso e pode levá-lo a errar a via. Moradores dizem também que as placas de “Pare” são pequenas. A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) informou ontem que existe um projeto, contrapartida firmada com o Galleria Shopping, que prevê a instalação de semáforos e a reconfiguração geométrica da rotatória. A empresa disse que divulgará hoje mais informações sobre o andamento do projeto. (Sarah Brito/Da Agência Anhanguera)