Publicado 04 de Junho de 2015 - 5h30

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 serão encerradas às 21h59 de amanhã. Até ontem, o número de candidatos chegava a 5,1 milhões. A expectativa do MEC é chegar a 9 milhões de inscritos. Para quem ainda não fez a inscrição, os especialistas aconselham utilizar o feriado e não deixar para o último dia. Marcado por polêmicas e falhas no passado, o exame vem, ano a ano, ganhando força e já se tornou a principal porta de acesso à Educação Superior em instituições federais e particulares, por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e Programa Universidade para Todos (ProUni).

Além das universidades federais e faculdades particulares, instituições estaduais de peso como a Universidade Estadual de São Paulo (USP) também adotarão a nota do Enem. “Há muitos diferenciais nesta edição, mas acho que o principal deles é o fato de que a USP vai começar a usar, além da Fuvest, o Sisu, como método de seleção para uma fração de suas vagas”, afirmou Marcelo Pavani, diretor do Anglo Tamandaré Campinas. Segundo ele, isso confere ao Enem uma importância ainda maior.

Pavani destacou ainda a mudança de calendário nesta edição. No ano passado, a prova aconteceu em novembro. Este ano, ela acontece em 24 e 25 de outubro. “Significa que alunos vão ter menos tempo para fazer as revisões finais. Abrevia calendário do aluno e é algo com o qual tem que se preocupar”, disse.

Dada a importância do Enem, deixar a inscrição para o último dia pode ser um problema, levando-se em conta os riscos de lentidão ou congestionamento no sistema. Célio Tasinafo, diretor pedagógico do cursinho Oficina do Estudante orienta os estudantes a aproveitarem o feriado para se inscrever. “Nos primeiros dias de inscrição, vários alunos tiveram problemas. Chegava em uma determinada etapa e o sistema travava ou pedia para reiniciar o processo.” Foi o que ocorreu com a estudante Andrea Saori Henriques, de 17 anos. “Aparecia na página que eu tinha passado o limite de tempo e expirava sessão. Estava no questionário socioeconômico e tive que recomeçar do zero. Conversando com alguns colegas, eles também relataram o problema.”

Andrea já garantiu a participação e pretende usar a nota para ingresso no curso de medicina. “Pretendo usar para ingresso nas federais. Também pode ajudar a compor a nota da Unicamp e da USP”, afirmou. Carlos Eduardo Jacinto Júnior, de 21 anos, também já está inscrito e diz que não teve problemas. “Geralmente, escolho os dias intermediários pela facilidade de acesso ao site.” Ele vai prestar economia e diz que pretende usar o Sisu para ingressar numa federal. “A USP, melhor faculdade do Brasil, vai começar considerar também a nota do Enem e dá uma importância um pouco maior para a prova.” Tasinafo lembra que o boleto vence dia 10 e a inscrição só vai ser efetivada após o pagamento.

Sistema

No momento da inscrição, os candidatos precisam informar um número de telefone fixo ou celular válido, cadastrar um e-mail, que não pode ser usado por outro participante. O sistema pedirá ainda que o candidato crie uma pergunta e uma resposta de segurança. A taxa de inscrição é de R$ 63,00. O pagamento deve ser feito até as 21h59 do dia 10 de junho. Entre 15 e 26 de junho, os inscritos devem encaminhar, por meio do sistema do participante, na página do Enem na internet, cópia de documento de identificação, uma foto recente e o formulário preenchido, disponível on-line. As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro e serão compostas por 45 questões, cada, além de uma redação. Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h. No dia 24 de outubro, os estudantes terão 4h30 para responder às questões de ciências humanas e ciências da natureza. No dia 25, serão 5h30 para provas de linguagens, redação e matemática.