Publicado 03 de Junho de 2015 - 5h30

Jéssica ficará no HC até pelo menos o fim desta semana. A jovem já está em um quarto no hospital e disse não ver a hora de chegar em casa. “Estou me sentindo muito bem. Antes me sentia mal. Quero que tudo acabe logo para poder ir para casa. É duro, venho de um histórico muito longo de hospital e cirurgias”. Jéssica precisará voltar mensalmente ao HC para avaliações e terá acompanhamento de outros médicos em sua cidade natal. Para a mãe, Evanir, a operação é uma vitória. “É uma felicidade e um alívio muito grande. Os médicos disseram que essa reconstrução era importante para ela recuperar todos os movimentos. Disseram que os movimentos melhorariam 70%.”

Cursando psicologia em Araçatuba, Jéssica já havia terminado seu trabalho de conclusão quando sofreu o acidente. Faltavam apenas dois meses para se formar. Seu objetivo agora é concluir a faculdade. “Quero me formar, voltar a trabalhar, sair com meus amigos, namorar... Agora é vida normal”, falou a jovem. (CP/AAN)