Publicado 02 de Junho de 2015 - 5h30

“As consequências da neutralização são a perda de identidade, não somente sexual. A pessoa começa a ficar confusa e não sabe mais quem ela é.”

Vereador provoca nova polêmica

O vereador Cid Ferreira (SD) voltou a se envolver em polêmica ao fazer declarações, desta vez, consideradas racistas. Em um confronto verbal com um manifestante negro, ele afirmou que o rapaz era feio e ele era bonito. Que ele tinha os olhos azuis e o rapaz não. “Também fez gestos com o nariz mostrando o quanto era fino e eu respondi que não vim debater beleza e sim a emenda da opressão”, afirmou Fernando Moraes, do coletivo Raízes da Liberdade.

Na última quarta-feira, Cid dividiu a plateia em “Deus” e “Diabo” e “Céu e Inferno”. “Deus está aqui e o diabo está lá . Nós vamos para o céu e vocês para o inferno”, afirmou. O vereador Paulo Bufalo disse que ouviu as declarações de ontem e que pediria as gravações da câmera. “São graves e nós precisamos ter respeito com a população que esteve aqui. Visivelmente, as palavras, os gestos dirigidos aos manifestantes aqui, no meu ponto de vista, têm cunho racista, homofóbico, machista e acho que é um registro importante se a câmera de fato captou as imagens”. Ele ressaltou ainda que com o material em mãos irá avaliar e que vai orientar os manifestantes que se sentiram atacados a entrar com um requerimento de comissão de representação contra o parlamentar. “Eles próprios podem tomar essa iniciativa. Pode haver quebra de decoro pelo nível de tratamento das relações”. Também na quarta-feira, enquanto um grupo virou as costas para a bancada, o vereador Jorge Shneider (PTB) saltou com a frase: “Isso, virem de costas, essa é a especialidade de vocês”, disse o petebista. A declaração foi vista como homofóbica, mas depois o vereador se explicou e disse que na verdade ele fez referência a uma situação anterior em que manifestantes viraram as costas para ele. (IM/AAN)