Publicado 29 de Junho de 2015 - 5h30

Levou somente um minuto para o Santos desmoronar e deixar um resultado bom se transformar em nova derrota fora de casa. Sem vencer como visitante desde março, o time segurava ontem o empate com o Internaciol até sofrer um golaço, ter um jogador expulso e deixar o Beira-Rio derrotado por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Aos 31’ do segundo tempo, Valdivia mudou a história e premiou o Inter pelo domínio que exercia desde o apito inicial. O meia, que voltava de lesão, cobrou uma bela falta e surpreendeu Vladimir. O goleiro esperava o cruzamento e quando deu conta do perigo, não conseguiu defender. Logo depois de ficar em desvantagem, o Peixe ainda perdeu David Braz expulso por reclamação. Enquanto isso, o Inter comemorava o gol. O Santos pouco pode fazer depois e volta para casa com um resultado que faz a equipe voltar a ficar perto da zona de rebaixamento.

Os times fizeram um jogo de muito estudo e paciência, mas pouca atratividade para o torcedor. O Inter tinha a atitude e o domínio da posse de bola, embora isso desse ao Peixe aquilo que mais desejava em campo: o espaço para os contra-ataques. O panorama era dúbio, pois de certa forma os dois rivais cumpriam as propostas dos seus treinadores. O roteiro só começou a se alterar no segundo tempo, quando o Inter se lançou mais ao ataque, cativou a torcida e não deu chances aos contragolpes do Santos. O técnico Marcelo Fernandes promoveu a estreia do volante Thiago Maia entre os titulares e o jogador foi um dos que mais trabalharam. O Inter pressionou quase sempre pelo lado direito, com D’Alessandro. Pelo setor surgiu a principal jogada da etapa inicial, um cruzamento para o zagueiro Ernando cabecear no travessão. Mesmo acuado, o Santos soube se controlar sem levar grandes sustos e se mostrou eficiente. O time criou pelo menos quatro boas chances de gol antes do intervalo, sempre no contra-ataque e com boas aparições individuais de Lucas Limas e Ricardo Oliveira. Com o triunfo, o Inter chegou aos 13 pontos, na 10 colocação no Brasileiro. Mais atrás, o Santos é o 14, com 10 pontos. (AE)

INTERNACIONAL

Alisson (Muriel); William, Alan Costa, Ernando e Alan Ruschel (Valdivia); Rodrigo Dourado, Anderson, Jorge Henrique e D’Alessandro; Nilmar (Rafael Moura) e Lisandro López. Técnico: Diego Aguirre.