Publicado 04 de Junho de 2015 - 5h30

A final da temporada 2014/2015 da NBA começa hoje e colocará frente a frente equipes com estilos bem diferentes. De um lado, o basquete coletivo do Golden State Warriors, que conta com o MVP (jogador mais valioso) do campeonato, Stephen Curry, mas tem como maior trunfo um elenco profundo e de muita qualidade. Do outro, o Cleveland Cavaliers, que já tinha em LeBron James seu grande nome e viu o astro ganhar ainda mais importância com as contusões de Kyrie Irving e Kevin Love. O jogo começa às 22h (ESPN).

A decisão será disputada em uma série melhor de sete jogos, com os dois primeiros realizados em Oakland, casa do Warriors. O time da Califórnia também terá a vantagem do mando de quadra e fará uma possível sétima partida em seu ginásio porque teve a melhor campanha de toda a temporada regular.

E esta campanha teve um grande nome: Stephen Curry. Depois de sofrer com diversas lesões nas primeiras temporadas na liga, o armador de 27 anos atingiu seu auge em 2014/2015, quebrou recordes e mais recordes nos arremessos de longa distância e já se mostrou capaz de levar o time ao título, principalmente nas séries anteriores dos playoffs contra Memphis Grizzlies e Houston Rockets.

Mas Curry não atua sozinho no ótimo esquema armado pelo técnico novato Steve Kerr, que conta com outros dois grandes destaques. Klay Thompson é a companhia de Curry nos arremessos de longa distância e pode ser uma boa arma na defesa do perímetro. Draymond Green se mostrou um excelente defensor na atual temporada e pode marcar desde um ala/armador até um pivô. Junte a eles os também ótimos Harrison Barnes, Andre Iguodala e Andrew Bogut e terá um ótimo elenco para a decisão.

Do outro lado está LeBron James. O astro já havia feito uma ótima temporada, mas ganhou importância nos playoffs e não decepcionou. Desde as lesões de Kevin Love, que está fora até o fim do campeonato, e Kyrie Irving, cuja condição física para as finais ainda é incerta, o ala assumiu a responsabilidade e foi o grande responsável por levar o Cavaliers até a final.

Os números individuais de LeBron são ótimos, mas o que mais impressionou nas últimas partidas foi a capacidade do jogador de elevar o nível de seus colegas. Nomes como Matthew Dellavedova, Iman Shumpert e Tristan Thompson cresceram de produção e se mostraram peças importantes em quadra. J.R. Smith alternou bons e maus momentos, mas também pode fazer estrago quando está com a mão calibrada.

A decisão do título deve passar pela capacidade do Warriors de marcar LeBron. Se Thompson, Barnes, Iguodala e Green, que devem revezar na tarefa, conseguirem incomodar o astro, o time californiano estará mais perto do troféu. Do outro lado, o Cavaliers sonha em ter Kyrie Irving em boas condições e também precisará brecar o rápido jogo ofensivo e as bolas de três do adversário para conquistar o troféu.

Independentemente de quem levantar o troféu, a NBA terá mais um brasileiro campeão ao fim desta temporada. Depois de Tiago Splitter se tornar o primeiro no ano passado, com o San Antonio Spurs, o País terá mais um representante levantando o troféu. Resta saber se será Anderson Varejão, do Cavaliers — que está machucado e não jogará a decisão —, ou Leandrinho, do Warriors. (Da Agência Estado)

5

Da NBA disputou LeBron James. O astro é o recordista de participações e já faturou dois títulos da Liga

2

Apenas tem o Cleveland nos 14 jogos que disputou nos playoffs. O Golden State tem três derrotas

73

De três pontos converteu

Curry nestes playoffs, recorde absoluto no torneio

40

Faz que o Golden State não disputa a final. O Cleveland esteve na decisão há oito anos