Publicado 02 de Junho de 2015 - 5h30

Rafael Nadal e Novak Djokovic confirmaram o aguardado confronto nas quartas de final de Roland Garros ao vencerem seus jogos ontem. Dono de nove títulos no saibro francês, o espanhol teve mais dificuldades em sua partida das oitavas ao perder o primeiro set na competição, diante do norte-americano Jack Sock, mas confirmou sua 70 vitória no Aberto da França. O sérvio teve mais uma atuação fulminante, dessa vez contra o local Richard Gasquet, por 6/1, 6/2 e 6/3. O duelo será amanhã.

Nadal venceu primeiro, mas perdeu a chance de finalizar rapidamente sua partida para se resguardar para as quartas de final. Após vencer os dois sets iniciais, por 6/3 e 6/1, o espanhol oscilou demais na terceira parcial, principalmente nos games finais, e acabou levando uma virada inesperada do rival de 22 anos, atual 37 do ranking, por 7/5. Passado o susto, o recordista de títulos em Roland Garros retomou o domínio no quarto set e fechou o jogo, fazendo 6/2 na parcial final.

Ainda sem perder sets em Paris neste ano, Djokovic mostrou força para se credenciar para o aguardado confronto com Nadal, reeditando a final do ano passado. O sérvio tentará impor apenas a segunda derrota do espanhol na competição. Nadal ostenta um incrível histórico em Roland Garros. Perdeu uma única vez em 71 partidas disputadas.

O suíço Roger Federer confirmou o favoritismo e venceu um duelo de dois dias diante do francês Gael Monfils pelas oitavas de final de Roland Garros. Depois de enfrentar muita dificuldade no domingo e ter o confronto interrompido pela falta de luz natural com o jogo empatado, o cabeça de chave número 2 arrancou ontem e levou a melhor por 3 sets a 1, parciais de 6/3, 4/6, 6/4 e 6/1.

A superioridade no confronto fez com que Federer chegasse às quartas de final de Roland Garros pela 11ª vez, sendo que ele ainda busca apenas seu segundo título no saibro de Paris — o único até agora foi conquistado em 2009.

Número 3 do mundo, o britânico Andy Murray também avançou às quartas de final em Roland Garros ao bater o francês Jeremy Chardy, 45º colocado no ranking, por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6, 6/3 e 6/2. O seu próximo adversário será o espanhol David Ferrer. (Da Agência Estado)