Publicado 29 de Junho de 2015 - 20h57

Por Sarah Brito

Segundo a Emdec, o local é considerado confuso pelos moradores e motoristas

Janaína Maciel/Especial a AAN

Segundo a Emdec, o local é considerado confuso pelos moradores e motoristas

Palco de uma série de acidentes, o balão do Galleria Shopping, no cruzamento da Avenida José Bonifácio com a Rua Engenheiro Homem de Mello, no Jardim Madalena, ganhará nova sinalização e um semáforo até agosto. Se necessário, também será instalado um radar. Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), o local também passará por reconfiguração geométrica da rotatória, considerada confusa pelos moradores e motoristas.

As obras começaram na última semana, com as medições das pistas e da rotatória. A Emdec informou ainda que os trabalhos de infraestrutura devem começar em 15 dias. O prazo de conclusão é de 60 dias. O projeto é do shopping, em acordo com a Emdec. O local, entroncamento das vias Engenheiro Homem de Mello, Dr. Antônio Duarte da Conceição e Dr. José Bonifácio Coutinho Nogueira, registra acidentes graves e preocupa os moradores do entorno. Além de ter entradas fechadas com bloquetes, a rotatória não teria sinalização aparente. A situação no local foi notícia no Correio em maio. São muitas freadas bruscas, batidas e riscos de atropelamento. Nos gramados, é possível ver estilhaços de vidros e partes de veículos batidos. Os moradores também dizem que o número de acidentes aumentou após o fechamento do acesso na Rodovia Dom Pedro ao bairro, há seis meses.

No final de semana, o local registrou mais um grande acidente. Um homem de 73 anos ficou ferido e teve parte da mão decepada com a colisão entre seu veículo, um Uno, com um Spin. O Uno capotou e ficou virado na rua, após colidir lateralmente com o outro veículo. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Clínicas. A família proibiu a divulgação do estado de saúde.

Em um grupo do Facebook fechado, os moradores do entorno da rotatória — são prédios e condomínios — trocam informações e divulgam fotos dos acidentes. “Acompanho as obras viárias, e notamos a quantidade de retalhos sendo feitos. São vários problemas. É um descaso”, disse o empresário Cassiano D’Andrea, de 49 anos. Segundo ele, é preciso rever a sinalização, com redutores de velocidade, sem semáforos. O morador disse que a comunidade cogita colocar lombadas por conta própria.

“O problema hoje é que os carros vêm em uma certa velocidade. Quando chegam neste cruzamento, não têm nada que faça reduzir”, disse a personal trainer Christiane Ziggiati Ferreira. A Emdec informou que o local “está sinalizado adequadamente”. Segundo o órgão, a velocidade máxima regulamentada no trecho é de 30km/h, mas que “há grande desrespeito às leis de trânsito”.

O secretário de Transportes, Carlos José Barreiro, afirmou que a rotatória está sinalizada adequadamente e dentro da lei, preparada pela circulação de tráfego do local. “Só ocorre acidente, porque as pessoas não respeitam a sinalização. No caso de ontem, o motorista não respeitou o ‘pare’”, disse. Ele afirmou que a Emdec resolveu fazer a mudança devido ao número de acidentes, incluindo semáforo e posteriormente, um radar, se necessário. “Vamos fazer com cuidado, pois já existe uma intervenção próxima, da concessionária. Será feita mais devagar, porque não dará para interromper o trânsito a todo momento”, disse.

Rodovia

A Rota das Bandeiras, responsável pela Rodovia Dom Pedro, informou que realizou um trabalho prévio, com órgãos municipais, incluindo visitas ao local e discussão de trajetos, devido à mudança no percurso. A concessionária informou também que “instalou placas de sinalização para orientar os motoristas”, mas que a fiscalização e gerência do trânsito nas vias municipais não são atribuições da concessionária. A obra de remodelação no Trevo do Galleria, no km 131 da Rodovia D. Pedro I (SP-065), tem previsão de conclusão para o segundo semestre de 2016.

O Galleria informou que “firmou uma parceria colaborativa com a Prefeitura e se dispôs a elaborar um projeto de adequação da rotatória”. Segundo o centro comercial, o investimento foi de R$ 300 mil. O Galleria informou que as obras de contrapartidas exigidas pela Prefeitura foram finalizadas para a inauguração de sua expansão, em 2012, e que no dia 25 de junho recebeu aprovação.

Escrito por:

Sarah Brito