Publicado 01 de Junho de 2015 - 19h06

Cerca de 12 homens, armados com metralhadoras e fuzis, invadiram um condomínio de chácaras em Iperó, região de Sorocaba, no domingo (31), e roubaram moradores de três casas, entre eles o ex-prefeito e ex-presidente da Câmara, Marcos Antônio Tadeu de Andrade (PDT).

De acordo com a Polícia Militar, uma pessoa telefonou para o 190 e denunciou que estava havendo um roubo no condomínio. Uma guarnição, que estava próxima foi ao local, encontrou dois homens em uma Fiorino, estacionada do lado de fora do condomínio.

Ao verificar a possibilidade de haver mais homens envolvidos no assalto, os policiais pediram reforços. No mesmo instante um Palio saiu do condomínio em alta velocidade e foi acompanhado pela Fiorino. Os policiais iniciaram uma perseguição e foram recebidos à bala.

Durante o trajeto uma Hilux, roubada pelo grupo no condomínio, ultrapassou a viatura e os ocupantes também dispararam contra os policiais. Em razão do confronto e da velocidade, o Palio rodou na pista e caiu em uma valeta do acostamento. Os ocupantes desceram.

Havia quatro homens no interior do veículo. Eles correram para o matagal próximo. Os policiais conseguiram deter um deles, que se escondeu na vala do acostamento em vez de correr. O homem estava deitado e com o rosto coberto por uma camiseta.

Os policiais militares apreenderam esse preso R$ 1.042,00, de propriedade do dono do Palio. O veículo foi devolvido à vítima com danos na lataria, provocados pelos tiros disparados pelos policiais, em revide aos disparos dos fugitivos. Mas o carro é segurado.

A Polícia Militar de Iperó contou com apoio da Força Tática de Sorocaba. A Força Tática de Votorantim também foi acionada para prestar apoio, mas a viatura bateu em um poste durante o caminho, na altura de Aramar. Os PMs tiveram ferimentos leves.