Publicado 02 de Junho de 2015 - 19h13

Evento da China realizado nesta terça-feira (2) no Shopping Eldorado, em São Paulo

Eduardo Gregori

Evento da China realizado nesta terça-feira (2) no Shopping Eldorado, em São Paulo

Representantes do turismo da China estiveram nesta terça-feira (02) em São Paulo para iniciar uma ação que visa divulgar o país no Brasil. “Brasil e China precisam estreitar mais as relações e o turismo é um começo”. Disse Wu Wenxue, vice-presidente do Ministério do Turismo da China. De acordo com o executivo, apenas 100 mil chineses desembarcam todos os anos no Brasil para visitar o País. O Ministério do Turismo chinês ainda não contabiliza o número de brasileiros que vistam o país asiático. “Para nós, o Brasil é um País misterioso e bonito. Sabemos que é a terra do futebol. Isso cria um grande interesse do nosso povo em conhecer esse País, mas é preciso criar mais estímulos” afirma Wenxue.

Atualmente, o Brasil não representa nem 1% dos destinos mais visitados pelos chineses. Anualmente, 129 milhões de chineses viajam para os mais diversos destinos no mundo. No contra-fluxo, 120 milhões de pessoas visitam o país. Coreanos, japoneses e europeus estão entre os principais turistas que chegam à China.

Plano

Para estimular os turistas brasileiros, o Ministério do Turismo chinês vai eleger um representante para treinar agentes e operadores de turismo brasileiros, para que possam apresentar aos viajantes os principais destinos e atrações daquele país. Durante o evento realizado no Shopping Eldorado, aproximadamente 20 agências de viagens da China puderam mostrar o país à agências e operadoras do Brasil, além de consumidores que passavam pelo átrio do centro de compras.

Voos

Atualmente, apenas a Air China tem voos entre Pequim e São Paulo. São duas frequências semanais às quintas e domingos. De acordo com Shi Shuai, gerente geral da Air China no Brasil, a companhia aérea espera que a divulgação do país no Brasil possa elevar o interesse de brasileiros e chineses e, desta forma, criar demanda para uma ampliação de frequências. “Esperamos que, em 2016, possamos opera mais voos entre Brasil e China”, disse o executivo.

Visitas de até 20 dias

Wenxue trouxe ao Brasil três opções de roteiros, que vão de 10 dias e passam por quatro províncias;15 dias e passam por 5 províncias e o de 20 dias, que passa por oito províncias. Entre as regiões promovidas durante o evento estão: Chongging, no Sudoeste. O destino atrai visitantes por suas belezas naturais e patrimônio cultural. A região de Gansu, na antiga rota da seda, é um dos berços da cultura chinesa e abriga sítios arqueológicos. Hebei se orgulha de abrigar muitas das relíquias do país, entre elas o Mountain Resort de Chengde, a maior estância de Verão dos imperadores da dinastia Qing (1644-1911). Outra região, Henan, é um das mais importantes da China, onde fica o templo de Shaolin, berço do budismo. Em Mongólia Interior, a principal atração é o mausoléu do conquistador Genghis Khan.