Publicado 02 de Junho de 2015 - 17h17

Por Agência Estado

Bomba de gasolina

Divulgação

Bomba de gasolina

O preço dos combustíveis voltou a cair em maio na cidade de São Paulo e o consumo do etanol continuou vantajoso em relação à gasolina, conforme levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) por meio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). No mês passado, o valor médio do etanol recuou 1,34% e o da gasolina apresentou baixa de 0,73%. Em abril, quando também houve declínio, as variações negativas foram de 2,70% e 0,55%, respectivamente.

Quanto à relação entre o preço médio do derivado da cana-de-açúcar e o valor médio do derivado de petróleo, a Fipe informou que o nível médio de maio ficou em 63,58%. A marca representou não somente a menos expressiva entre os meses de 2015 como permaneceu inferior às de maio de anos anteriores.

Em abril deste ano, a relação ficou em 63,97%, depois de atingir os níveis de 65,51% em março; de 65,87% em fevereiro; e de 66 08% em janeiro. Em maio de 2014, a relação ficou em 68,50%; em 2013, em 69,95%; em 2012, ficou em 69,49%; e, em maio de 2011, em 69,51%.

Na avaliação de especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do etanol é de 70% do poder da gasolina.

O coordenador do IPC, André Chagas, disse que o atual cenário favorável do etanol tem ligação com o período de safra da cana-de-açúcar. "Mas vem acontecendo uma desaceleração na queda do preço", ressaltou, dizendo que este movimento pode ter ligação com a demanda maior que o valor mais em conta do etanol está provocando na cidade de São Paulo.

Para junho, a expectativa de Chagas é de continuidade dos preços do etanol em queda. Segundo ele, será um dos fatores para ajudar a inflação do sexto mês do ano a continuar um processo de desaceleração já visto em maio.

Escrito por:

Agência Estado