Publicado 04 de Junho de 2015 - 8h54

Por France Press

Mais de 90 pessoas morreram no incêndio de um posto de combustível em Acra, capital de Gana, quando tentavam se proteger das chuvas torrenciais que provocaram inundações, informaram a polícia e a Cruz Vermelha nesta quinta-feira.

"As perdas humanas são catastróficas e quase sem precedentes", reagiu o presidente John Dramani Mahama, que se dirigiu ao local da tragédia.

O ministro de Comunicação, Edward Omane Boamah, classificou a situação de urgência nacional.

"Os bombeiros encontraram 73 corpos", informou um oficial da polícia. O coordenador da gestão de catástrofes da Cruz Vermelha, Francis Obeng, disse que havia mais de 90 corpos.

Os hospitais dos arredores afirmam que o balanço pode aumentar, segundo vários responsáveis dos serviços de segurança.

O incêndio foi registrado na noite de quarta-feira perto da rotunda Kwame Nkrumah, no centro de Acra. Ao que parece foi desencadeado em uma casa próxima ao posto de combustível.

Algumas pessoas morreram afogadas devido às fortes chuvas que provocaram inundações na capital de Gana.

O presidente Mahama prometeu "medidas preventivas" para evitar novas inundações, um problema recorrente na região na temporada das chuvas.

Escrito por:

France Press