Publicado 03 de Junho de 2015 - 11h50

Por France Press

Banda Placebo

Divulgação

Banda Placebo

O grupo britânico Placebo mostrou na terça-feira seu apoio à causa homossexual no Marrocos durante um show em Rabat. O Placebo se apresentou diante de dezenas de milhares de pessoas durante o festival de música Mawazin, que ocorre até sábado na capital marroquina.

Durante o show, seu baixista e guitarrista, Stefan Olsdal, provocou sensação com sua guitarra decorada com as cores do arco-íris e mostrando, no momento da entrada no palco, o número 489 preso no peito, em referência ao artigo do código penal marroquino que criminaliza a homossexualidade, segundo vários meios de música eletrônica.

No Marrocos, o artigo 489 estipula que a homossexualidade é punível com até três anos de prisão. 

O compromisso do grupo foi muito comentado nas redes sociais e o próprio guitarrista se manifestou sobre o assunto em sua página no Facebook.

"O artigo 489 condena a homossexualidade no Marrocos. Vamos nos livrar dele. Todo o meu amor e o meu apoio a todos os que devem lutar por seu direito de amar", escreveu Stefan Olsdal.

Horas antes, duas militantes francesas do Femen também reagiram à questão sobre a penalização da homossexualidade, mostrando os seios e se beijando diante de um dos principais monumentos da cidade.

Detidas no aeroporto de Rabat após sua ação, foram expulsas à França com a proibição de entrar em território marroquino.

Escrito por:

France Press