Publicado 31 de Maio de 2015 - 18h29

Por Paulo César Dutra Santana

Paulo Santana

Da Agência Anhanguera

[email protected]

O Guarani teve uma postura diferente, ontem à noite, no Estádio Brinco de Ouro. Fez um bom primeiro tempo e chegou a manter o domínio durante boa parte da etapa final sobre o líder Tupi. Poderia até ter ampliado a vantagem no marcador, mas em vez disso cometeu um vacilo na marcação e tomou o empate no final: 1 a 1. Assim, acabou desperdiçou a chance de conquistar sua primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro.

O gol bugrino foi anotado por Malaquias e Fabrício, aos 41 do segundo tempo, deixou tudo igual no marcador. Com dois pontos em três partidas, o time campineiro ocupa a 7ª posição, com a mesma pontuação do Madureira (8º) e do Caxias, primeiro time da zona de rebaixamento.

O próximo jogo está marcado para sábado, às 16h, em Caxias do Sul, diante do Juventude. Já o Tupi defende a liderança, em casa, contra o Madureira-RJ, no mesmo dia e horário.

O Bugre fez um primeiro tempo muito bom. Bem posicionado, ocupou os espaços no campo, trocou bons passes e mostrou uma defesa consistente. Assim, deixou o adversário acuado em seu campo de defesa.

E o primeiro lance ofensivo surgiu logo aos 9 quando Watson cruzou da direita. Clementino completou de cabeça, mas estava desequilibrado e colocou a bola para fora do gol. Aos 13, Fernandinho chutou de fora da área e o gordinho Glaysson rebateu mal. Fumagalli pegou a sobra, bateu, mas o goleiro do Tupi fez boa defesa.

Pressionando, a vantagem bugrina veio aos 15. Gladstone pegou a bola depois do escanteio e tocou para Bruno Pacheco. O lateral cruzou na medida para Malaquias, que cabeceou com perfeição e fez 1 a 0.

O Tupi, mesmo em desvantagem no marcador, não consegiuue levar perigo. Só aos 41, conseguiu acertar uma finalização com Vinícius Kiss, que Rafael Santos mostrou estar atento e fez a defesa no canto.

O segundo tempo começou e o Guarani continuou comandando as ações. Aos 8, Bruno Pacheco foi ao fundo do campo e jogou para o meio da área. Fumagalli, de primeira, finalizou mal e jogou a bola para fora.

Em jogada rápida pela esquerda, o Tupi levou perigo ao Bugre aos 18. Felipe Augusto cruzou, Daniel Morais subiu mais que os zagueiros e cabeceou por cima do travessão de Rafael Santos.

O Bugre respondeu com Carpini, aos 21. Após boa jogada de Clementino pela direita, o zagueiro desviou de cabeça e a bola passou raspando a trave.

Aos 34, o Tupi voltou a incomodar. Osmar avançou, limpou a jogada na entrada da área e arriscou de esquerda. Rafael Santos segurou firme no canto esquerdo. Aos 41, Osmar acertou um cruzamento perfeito da direita. Fabrício, bem posicionado no meio da área, completou de cabeça e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana