Publicado 08 de Maio de 2015 - 18h39

Por Paulo César Dutra Santana

A maior preocupação do técnico Guto Ferreira no treino de ontem à tarde, que confirmou a equipe titular da Ponte Preta para a estreia no Campeonato Brasileiro, amanhã, às 11h, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, foi com o posicionamento dos atacantes. Tanto que durante quase duas horas, o comandante observou o desempenho das duplas formadas por Biro Biro e Rildo, Borges e Felipe Azevedo a até testou uma formação alternativa com a presença de Diego Oliveira.

Apesar de exigir bastante velocidade dos atletas, Guto garantiu que não indício que a Macaca jogará explorando o contragolpe. “O Grêmio tem uma forte marcação, mas não podemos jogar somente na base da velocidade. Fazendo isso, corremos o risco de abrir demais a equipe e, alongando a bola, cansamos nossa equipe. E só podemos fazer três modificações. Então, o jeito é mesclar as alternativas de jogo. Temos alternativas e estamos observando todas”, comentou.

No Sul, Luís Felipe Scolari destacou ontem a preocupação com Rildo, jogador de velocidade que sempre leva perigo aos adversários. “Temos que usar todas nossas possibilidades para fazer um bom jogo e, se possível, vencer. Sabemos que não é fácil, mas nada será fácil no Brasileiro. Afinal de contas, estamos falando de uma competição de alto nível”, ressalta Guto.

A Macaca deve entrar em campo com Marcelo Lomba, Rodinei, Tiago Alves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Paulinho, Josimar e Renato Cajá; Biro Biro e Rildo. Borges, que é a principal contratação da Ponte, fica como opção no banco. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana