Publicado 06 de Maio de 2015 - 19h03

Por Milene Moreto

Telefone 153 aciona a Guarda Municipal (GM)

Cedoc/RAC

Telefone 153 aciona a Guarda Municipal (GM)

A Prefeitura de Campinas retomou os estudos para a atribuir à Guarda Municipal a função de multar os motoristas na cidade e reforçar as ações que hoje são de responsabilidade da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). Desde 2013 o Executivo planeja ter o auxílio da estrutura da GM na forma de convênio. A intenção é que parte dos GMs, principalmente os que ocupam cargos de supervisão, faça as aplicações das multas em determinadas regiões da cidade. Porém, antes passarão por treinamento e cursos específicos. O processo está parado justamente na questão do curso, que ainda não foi desenvolvido pela empresa pública de transporte.

A Emdec não informou o número de guardas que participarão da fiscalização, mas a ideia é reduzir abusos e coibir crimes. Em algumas cidades da região, a Polícia Militar fez convênios e passou a atuar no trânsito. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou na quarta-feira (6) a parceria para as cidades de Bastos, Cordeirópolis, Iracemápolis, Ribeirão Bonito, São Simão, Novo Horizonte, Tabatinga e Nipoã. Os convênios duram cinco anos.

E assim como a PM, que deve criar uma companhia para isso em Campinas, a GM também terá parte do efetivo autorizado. Segundo informações da Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, é comum os guardas flagrarem abusos de motoristas que estacionam veículo em cima de calçadas, com som em volume alto e também serem flagrados sem cinto. A Guarda pode prender e reprimir, mas não pode aplicar multas.

Conforme apurou a reportagem do Correio, o convênio ainda não foi feito porque a Emdec ainda não conseguiu formatar o curso para os GMs. A empresa pública estaria com dificuldades para capacitar a equipe da Secretaria de Segurança Pública.

O presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, informou que o projeto está em fase de estudos e envolve o uso da estrutura da Guarda Municipal na fiscalização do Trânsito. Já a Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública informou que caberia à Emdec falar sobre a proposta.

Escrito por:

Milene Moreto