Publicado 06 de Maio de 2015 - 12h40

Por Agência Estado

Dudu marcou dois gols na partida contra o Sapão: torcida do Verdão ficou eufórica com o futebol ofensivo da equipe e pela volta do chileno Valdivia

Luis Moura/AE

Dudu marcou dois gols na partida contra o Sapão: torcida do Verdão ficou eufórica com o futebol ofensivo da equipe e pela volta do chileno Valdivia

O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) notificou nesta quarta-feira os envolvidos em confusão nas finais do Campeonato Paulista. Do lado palmeirense, o meia Valdívia, o zagueiro Victor Ramos e até o técnico Oswaldo de Oliveira foram citados, mas a situação mais preocupante é a de Dudu, enquadradado em três artigos. O camisa 7 pode ser suspenso por até 180 dias, em punição válida ainda este ano. O julgamento de todos os envolvidos foi marcado para segunda-feira, às 16 horas.

O camisa 7 do Verdão foi enquadrado no artigo 250 (ato hostil, com pena de uma a três partidas de gancho) pelo lance em que recebeu cartão vermelho, na decisão do Campeonato Paulista, domingo, contra o Santos. As ofensas relatadas na súmula pelo árbitro Guilherme Ceretta de Lima farão com que ele seja julgado no artigo 243-F (ofender alguém em sua honra, com pena de uma a seis partidas). Já o empurrão no árbitro o colocou no artigo 254-A (agressão física, com pena mínima de 180 dias, sem pena máxima prevista).

Em 2014, o meia Petros, julgado por atitude semelhante, teve pena diminuída. Enquadrado no artigo 250 do CBJD, o corintiano Petros chegou a ser punido por 180 dias em primeira instância. Pouco depois, porém, ele teve suspensão diminuída para três partidas por ter empurrado o árbitro Raphael Claus durante o Campeonato Brasileiro.

Escrito por:

Agência Estado