Publicado 31 de Maio de 2015 - 13h19

Por Agência Estado

João Victor Marcari Oliva conseguiu o índice para os Jogos Pan-Americanos e defende o hipismo do Brasil, no Chile

Divulgação

João Victor Marcari Oliva conseguiu o índice para os Jogos Pan-Americanos e defende o hipismo do Brasil, no Chile

Dezenove anos após ser o mascote da conquista da prata olímpica do basquete em Atlanta, João Victor Marcari Oliva está de volta a um grande evento esportivo. Neste domingo (31), a Confederação Brasileira de Hipismo anunciou a convocação do adestramento para os Jogos Pan-Americanos e confirmou que o primogênito da ex-jogadora Hortência vai para Toronto.

Involuntariamente, João Victor foi o pivô de um drama do esporte brasileiro, quase duas décadas atrás. Grávida, Hortência decidiu se aposentar como jogadora e passar a ser cartola. Depois que o garoto nasceu, em fevereiro de 1996, a Rainha do Basquete mudou de ideia e aceitou jogar a Olimpíada.

Ela se apresentou em cima da hora, fora de forma, mas brilhou em Atlanta, sendo fundamental na conquista da prata olímpica. João Victor, então com cinco meses, viajou com a mãe para os Estados Unidos e acompanhou toda a campanha.

No ano passado, ele defendeu o Brasil pela primeira vez em um evento poliesportivo vencendo os Jogos Sul-Americanos, em Santiago (Chile), tanto por equipes quanto no individual. Em abril passado, fez pela segunda vez o índice mínimo necessário para convocação para o Pan, de 68.000%.

Ele vai a Toronto montando Xamã dos Pinhais, um puro sangue lusitano que também já foi montado por Rogério Clementino. A equipe do Pan também terá Sarah Waddell (com Quixote Donelly), João Paulo dos Santos (Veleiro do TOP) e Leandro Aparecido da Silva (Di Caprio). Pedro Tavares de Almeida, irmão da olímpica Luiza Tavares de Almeida, vai a Toronto como reserva, acompanhando de Baluarte do Mito. A equipe é treinada pela belga Mariette Withages.

Escrito por:

Agência Estado