Publicado 07 de Maio de 2015 - 12h06

Por Agência Estado

O esporte sofreu muitas acusações de manipulação de resultados durante os Jogos Olimpícos

France Press

O esporte sofreu muitas acusações de manipulação de resultados durante os Jogos Olimpícos

O filipino Manny Pacquiao se submeteu a uma cirurgia no ombro direito, após ser derrotado pelo norte-americano Floyd Mayweather Jr. na luta mais lucrativa da história do boxe. Fred Sternburg, porta-voz do lutador filipino, disse que o médico Neal ElAttrache, que foi o responsável pela operação, comentou que "não poderia estar mais satisfeito com os resultados". O médico, citado por Sternburg, exibiu confiança de que Pacquiao se recupere totalmente.

A cirurgia foi realizada menos de uma semana após Pacquuiao enfrentar Mayweather em Las Vegas, no último sábado. O norte-americano triunfou por decisão unânime dos árbitros. Pacquiao solicitou a injeção de anti-inflamatório e analgésico no ombro antes da luta, mas o pedido foi negado pela Comissão Atlética de Nevada, porque a entidade não tinha informações prévias da lesão.

O filipino comentou que sofreu a lesão três semanas antes, durante um treinamento, mas negou que em algum momento tenha pensado que o problema poderia impedi-lo de lutar. Pacquiao afirmou, ainda, que a lesão se agravou no quarto round, quando deu os seu melhores golpes no combate.

Os reguladores do boxe em Navada avaliam uma possível punição a Pacquiao por não revelar a lesão ao responder um formulário, um dia antes da luta. Já foi apresentada uma ação em um tribunal federal em Las Vegas em que se exige uma indenização às pessoas que gastaram dinheiro para ver a luta pela televisão ou que apostaram no resultado do combate. Ações similares também foram abertas no tribunal federal de Chicago e na Corte Superior de Los Angeles.

Escrito por:

Agência Estado