Publicado 08 de Maio de 2015 - 18h48

Valesca Popozuda precisou cancelar três shows por causa das dores

Divulgação

Valesca Popozuda precisou cancelar três shows por causa das dores

Foto: Divulgação.

Cantora está na página das revistas 'Marie Claire' de maio

Cantora está na página das revistas 'Marie Claire' de maio

A funkeira Valesca Popuzada contou sua história em uma entrevista publicada pela revista 'Marie Claire' deste mês, segundo informou o site 'O Fuxico'. A cantora saiu de casa aos 16 anos e engravidou do namorado, antes mesmo de começar a cantar. Na época, fazia figuração na TV Globo e só depois chegou ao grupo Gaiola das Popozudas. Orgulhosa de ser vista como referência para outras mulheres, disparou: "não sou só uma bunda"

"Não vou viver dentro de uma gaiola a vida toda... Quando comecei a cantar que homem não presta e que queremos respeito, as mulheres se identificaram. Hoje tenho o apoio delas. Temos o direito de realizar nossas vontades sem dar satisfação. Porque, até hoje, se o homem é pegador, ele está certo. Se anda com a cueca aparecendo, é charmoso. Se a mulher deixa o cofrinho de fora, nego cai matando!”, criticou Valesca.

De acordo com ela, "a inveja faz parte do dia a dia" e beijinho no ombro é universal. A cantora também contou um momento delicado: quando o filho chegou em casa e falou que a mãe foi chamada de 'piranha' na escola.

“Um menino da vila disse para ele que eu era uma piranha. Coitado. Ele chegou em casa chorando. Disse para ele não ligar, que eu não era piranha. Eu fiquei triste, claro, mas nunca pensei em largar tudo por causa do que os outros iam pensar!”, contou a loira.

Veja também