Publicado 31 de Maio de 2015 - 5h30

Você já ouviu falar em nerds? Se não, saiba que Campinas está tomada por eles. Um levantamento feito pela Amazon coloca a cidade no 12 lugar entre as brasileiras com maior número de nerds, que também podem ser chamados de geeks — embora haja diferenças. A lista com 20 municípios acima de 100 mil habitantes foi feita a partir da análise de envio de produtos como livros, quadrinhos e graphic novels da cultura pop para os endereços. O ranking foi divulgada na última segunda-feira, em homenagem à Semana do Orgulho Nerd. No topo da lista, está a cidade de Rio Claro (SP), seguida por Caruaru (PE) e Florianópolis (SC).

De acordo com o ranking da Amazon, o Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as cidades que mais compram livros em geral, mas quando se divide as compras pela população de cada cidade, Rio Claro e Caruaru concentram o maior índice em itens nerds. A Amazon também constatou que Bagé (RJ) é a cidade dos super-heróis, Ribeirão Pires (SP) tem a maior proporção de fãs dos livros de Game of Thrones e que Rio Claro (SP) foi a cidade que mais recebeu livros de Star Wars. O levantamento foi divulgado no Dia do Nerd, comemorado no dia 25, conhecido também como “Dia da Toalha”, uma homenagem ao escritor britânico Douglas Adams, autor da série O Guia do Mochileiro das Galáxias.

A Amazon também fez um ranking de acordo com os interesses diferentes dos nerds brasileiros. De acordo com o levantamento, as cidades para onde a empresa mais envia exemplares de O Guia do Mochileiro das Galáxias são Novo Hamburgo (RS), Rio Verde (GO) e Paragominas (PA). Já as cidades para onde a Amazon mais manda exemplares de A Guerra dos Tronos são Ribeirão Pires (SP), Paragominas (PA) e Guarapuava (PR). Star Wars é mais solicitada pelos municípios de Rio Claro, Caruaru (PE) e Presidente Prudente (SP). Já HQs, mangás e graphic novels são febre em Bagé (RS), Niterói (RJ) e São Caetano do Sul (SP).

Nerd com muito orgulho, o engenheiro de software Marcelo Frau, de 29 anos, acredita que o fato de Campinas ser considerada como um polo de alta tecnologia, de abrigar importantes instituições de ensino como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC), tem influência direta nos resultados do levantamento da Amazon. “Campinas é um polo de alta tecnologia e nerd gosta muito de tecnologia. Então, acho que casa. Acaba tendo número maior de pessoas com esse perfil”, afirmou.

Frau se define como um geek tradicional por gostar de Star Wars e Senhor dos Anéis. Além disso, é um colecionador. Ao todo, guarda em casa nove videogames. Também acredita que Campinas poderia ter mais espaços voltados para o universo geek. “Eu acho que tem pouco espaço geek em Campinas, podia ter mais. Há alguns eventos da Unicamp que são bem interessantes, mas ocorrem uma vez por ano. Mesmo em São Paulo é difícil de ter. Existem alguns, mas são poucos se comparado com o que tem lá fora. Os eventos preferidos pelos nerds são os de lançamentos ou encontros onde a tribo pode se reunir e trocar ideias ou conversas sobre assuntos afins.”

Os nerds são definidos como pessoas tímidas e inteligentes, interessadas por computadores e que vão a fundo nas pesquisas sobre os assuntos que gostam. Alguns dicionários definem os termos nerd e geek como sinônimos. Já outros ressaltam que há diferenças. Em um deles, os nerds são definidos como pessoas muito mais inteligentes que a maioria e que são excluídas por se sobressaírem. Já os geeks são definidos como pessoas que não necessariamente vão bem no colégio, no entanto, são adoradores de tecnologia. No passado vistos como antissociais, hoje a história mudou. A tribo não apenas se assume nerd como tem muito orgulho disso.