Publicado 07 de Maio de 2015 - 5h30

Sete moradores de uma república foram atacados por ao menos cinco bandidos e feitos reféns, anteontem à noite, no Jardim Eulina, em Campinas. As vítimas são funcionárias de uma empresa de telefonia e estavam descansando na sala quando foram surpreendidas pelos criminosos, que se aproveitaram do portão aberto. Elas foram amarradas por fios de energia e os bandidos fugiram com um carro, uma moto e vários objetos. A moto foi achada na tarde de ontem, no Jardim Rosália, depois de ficar sem gasolina. Ninguém foi preso. O assalto ocorreu por volta das 19h30. A república fica na mesma quadra da empresa onde as vítimas trabalham. “Eles assistiam TV e nem perceberam a chegada dos bandidos”, contou um amigo das vítimas. Um dos ladrões estava armado de faca. Eles exigiam dinheiro. Os trabalhadores tiveram as mãos amarradas e foram colocados no banheiro. Os bandidos pegaram roupas, chuteiras, celulares, R$ 600,00 e chegaram a pegar uma TV, mas como era grande, não coube no veículo e foi deixada no imóvel. Segundo o amigo das vítimas, um dos aparelhos foi rastreado e até ontem à tarde ainda estava no mesmo local, na região do Padre Anchieta. A Polícia Militar (PM) chegou a ir no local indicado, mas não achou ninguém, segundo as vítimas. Pelo rastreamento, os criminosos saíram do Jardim Eulina e pararam 1km depois. Em seguida cruzaram a Rodovia Anhanguera e, mais adiante, a Rodovia Adalberto Panzan (SP-102) até chegar no bairro Padre Anchieta. O último registro do celular foi na Rua Dom Humberto Mazzoni. (Alenita Ramirez/Da Agência Anhanguera)