Publicado 06 de Maio de 2015 - 5h30

As contas de 2011 da Prefeitura de Campinas foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que já era esperado, afinal, a cidade passou na mão de três prefeitos naquele ano e praticamente nada foi feito devido à crise política gerada pelo Caso Sanasa. Bom, quem tem um problema nas mãos agora é a Câmara. Isso porque o parecer já está lá e, se mantido, poderá gerar a inelegibilidade de Hélio de Oliveira Santos (PDT), Demétrio Vilagra (PT) e Pedro Serafim (PDT).