Publicado 09 de Maio de 2015 - 5h30

O Corinthians vai iniciar o Campeonato Brasileiro com um time reserva. O foco é a partida de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, na quarta-feira, no Itaquerão, contra o Guarani, do Paraguai. O técnico Tite confirmou ontem que os titulares não começarão jogando contra o Cruzeiro, amanhã, na Arena Pantanal. A exceção é o goleiro Cássio.

"Só não defini a escalação. Mas quem começou quarta-feira não joga domingo. Eles não têm essa condição física, técnica e até emocional. Temos de ter uma mobilização para quarta-feira", declarou o treinador. O Corinthians precisa vencer por três ou mais gols de diferença para avançar direto às quartas de final.

Tite disse que Cássio está confirmado porque a posição de goleiro é diferente das demais e precisa de sequência. Emerson, que não enfrentou o Guarani, jogará contra o Cruzeiro. Mas o caso do atacante é diferente. Ele pode ser suspenso na segunda-feira pela Conmebol e ficar de fora do jogo decisivo, na quarta, no Itaquerão. Situação semelhante é a do atacante colombiano Mendoza, que também será julgado.

Mesmo sem revelar quais jogadores encaram o Cruzeiro, Tite esboçou a equipe no treino de ontem. Os jogadores de defesa fizeram um trabalho à parte. A linha de quatro jogadores foi formada por Edílson, Edu Dracena, Yago e Uendel. O meio de campo será formado por Cristian, Bruno Henrique, Petros e Danilo e o ataque por Emerson (Mendoza) e Vagner Love.

Dinheiro

O diretor de futebol do Corinthians, Sérgio Janikian, descartou que o mau momento do time tenha relação com os atrasos de pagamento de direitos de imagem. Janikian afirmou ontem que o clube pode quitar os débitos com os jogadores até segunda-feira.

"Fizemos um primeiro semestre fantástico. Perdemos dois jogos. Se o problema dos atrasos tivesse afetando já estaríamos rebaixado no Campeonato Paulista", afirmou. (Da Agência Estado)