Publicado 09 de Maio de 2015 - 5h30

O Barcelona enfrentará a Real Sociedad hoje, em casa, pela antepenúltima rodada do Campeonato Espanhol, determinado a dar mais um decisivo passo em sua busca pelo Campeonato Espanhol. Dois pontos à frente do vice-líder Real Madrid e vivendo fase espetacular, o time depende apenas de si para se sagrar campeão. Mas os madrilenhos prometem lutar até o final. Ontem, o técnico Carlo Ancelotti avisou que irá colocar em campo a força máxima que tem à disposição para o duelo de hoje, às 15h (ESPN Brasil), contra o Valencia, em casa, embora o time também já esteja com a cabeça no confronto de volta das semifinais da Liga dos Campeões, contra a Juventus, na próxima quarta.

O Real sabe que precisa vencer para seguir na briga pelo título e, com isso, o comandante italiano não quer nem pensar em dar descanso aos seus jogadores. E ele nega que a derrota por 2 a 1 para o time italiano, no confronto de ida do mata-mata continental, na última terça-feira, tenha abalado emocionalmente os seus atletas. "O time está bem mentalmente. Sabemos que é um jogo importante e temos a sorte de jogar em nossa casa. O Valencia nos deu problemas na partida do primeiro turno e temos de colocar em campo toda nossa qualidade. Temos a máxima confiança possível nos dois próximos jogos", ressaltou Ancelotti.

O comandante também confirmou que o atacante Benzema será relacionado para encarar o Valencia, depois de ter ficado fora das últimas seis partidas do Real por causa de uma lesão no joelho. Entretanto, o italiano preferiu não adiantar se o francês irá começar o duelo como titular. "Ele está disponível. Ainda não está 100%, mas tem boas sensações e estará na convocatória de amanhã. Será decidido ainda se jogará desde o início ou começará no banco."

No Barcelona, o técnico Luis Enrique destacou que "restam cinco finais" ao time nesta temporada europeia, se referindo ao fato de que disputará três rodadas derradeiras do torneio nacional, a decisão da Copa do Rei e o jogo de volta da semifinal diante do Bayern de Munique, terça-feira, na Alemanha. "Nos restam cinco finais, e espero que sejam seis. Se formos melhores do que o Bayern, serão seis finais", disse o comandante, que na última quarta-feira viu Lionel Messi dar um show na vitória por 3 a 0 sobre o rival alemão, no Camp Nou, onde o astro argentino marcou dois golaços e Neymar fechou o placar.

Luis Enrique completou 45 anos ontem e foi aplaudido pelos jogadores quando chegou ao clube para comandar o treinamento da manhã. Ele trabalhou com os jogadores da primeira equipe do Barça, exceto o defensor Jérémy Mathieu, que foi vetado do jogo de ida com o Bayern por causa de dores no tendão de Aquiles e desta vez realizou apenas trabalho específico. (Da Agência Estado)