Publicado 09 de Maio de 2015 - 5h30

Os campeões paulistas estarão em campo novamente amanhã na estreia do Santos no Campeonato Brasileiro contra o Avaí, em Santa Catarina. No treino de ontem, o técnico Marcelo Fernandes escalou todos os titulares e confirmou que não fará experiências. O treinador descartou, por exemplo, a estreia de Rafael Longuine, destaque contratado do Audax. "Para esse jogo, o Longuine ainda não está pronto. Ele foi uma grata surpresa no Campeonato Paulista, mas a parte física dele está um pouco abaixo, ele está ciente disso", afirmou o treinador santista.

A comissão técnica pretende aproveitar as primeiras rodadas, quando alguns dos principais competidores estão envolvidos com a Copa Libertadores e vão usar elencos mistos, para não desperdiçar pontos. Por isso, a escalação titular. Marcelo Fernandes demonstrou preocupação com a formação do elenco e, indiretamente, pediu reforços. "O Campeonato Brasileiro exige um elenco mais inchado. A diretoria está esperta com isso e acho que teremos algumas movimentações", disse o treinador.

Premiação

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, utilizou cerca de R$ 1,7 milhão da premiação pelo título do Campeonato Paulista para quitar parte dos direitos de imagem atrasados do elenco. Em alguns casos, o atraso chegava a oito meses. A informação foi confirmada pelo próprio mandatário.

O clube arrecadou cerca de R$ 1,5 milhão em bilheteria na final do torneio estadual, além de R$ 3 milhões como prêmio pelo título dado pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Também deverão ser adicionados os valores não revelados dos cinco patrocínios pontuais nas duas partidas da decisão.

A pendência financeira, existente desde o fim do ano passado, foi responsável pela saída de três titulares do elenco (Arouca, Aranha e Mena), que entraram na Justiça do Trabalho para receber os seus direitos. Aos poucos, a atual gestão vem conseguindo saldar parte das dívidas. "Não pagamos tudo, mas sim tudo o que podíamos pagar", afirmou o presidente santista. Desde o mês de janeiro, os salários estão em dia. A diretoria santista busca recursos para pagar também a premiação, o bicho, pelo título do Paulistão ao grupo. (Da Agência Estado)