Publicado 07 de Maio de 2015 - 5h30

Barcelona e Bayern de Munique faziam ontem, no Camp Nou, um confronto bem abaixo do que se esperava daquelas que talvez sejam as duas maiores forças do futebol mundial na atualidade. Mas Messi estava em campo. Em apenas quatro minutos, o argentino mostrou sua genialidade, marcou duas vezes, sendo a segunda um golaço, e garantiu a vitória. Nos acréscimos, ainda deu a assistência para Neymar selar o 3 a 0 que deixa o time catalão com um pé na decisão da Liga dos Campeões.

Agora, o Bayern de Munique precisará vencer por quatro gols de diferença na volta, terça-feira, na Alemanha, para avançar no tempo normal. Quem passar, pegará o vencedor do duelo da outra semifinal entre Juventus e Real Madrid. No primeiro jogo, o time de Turim venceu por 2 a 1.

O Barcelona, de fato, foi melhor. Na primeira etapa, só não marcou porque encontrou o gigante Neuer do outro lado. No segundo tempo, quando o jogo parecia mais controlado pelos alemães, surgiu a qualidade de Messi.

O Barça dominou a posse de bola e encurralou o adversário com a marcação pressão. No 2 tempo, Guardiola acertou o Bayern de Munique, mas em um erro bobo, na saída de bola, o Barcelona marcou aos 31’. Daniel Alves roubou de Bernat, passou por Xabi Alonso e tocou para Messi. O argentino dominou e encheu o pé. Apenas quatro minutos depois, Messi recebeu na entrada da área. De frente para Boateng, ameaçou cortar para a esquerda, mas levou para o lado direito e deixou o adversário no chão. Então, diante de Neuer, exibiu toda a tranquilidade de um gênio e, com um leve toque de direita, encobriu o goleiro. O que estava ruim, virou uma tragédia para o Bayern nos acréscimos. Schweinsteiger errou no meio de campo e entregou no pé de Messi. O argentino dominou e tocou para Neymar, que arrancou e tocou por baixo de Neuer. (Da Agência Estado)

BARCELONA

Ter Stegen; Daniel Alves, Piqué, Mascherano (Bartra) e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Xavi) e Iniesta (Rafinha); Messi, Suárez e Neymar.

Técnico: Luis Enrique.