Publicado 01 de Junho de 2015 - 10h30

Por Da Agência Anhanguera de Notícias

Voluntários encontram água parada em vaso de planta

Divulgação

Voluntários encontram água parada em vaso de planta

Durante ação de prevenção realizada na Vila Tibério, estudantes de enfermagem e técnicos da Divisão de Vigilância Ambiental visitaram 455 residências. Desse total, puderam ser vistoriadas 199 residências, porque 231 estavam fechadas. “Encontramos 11 imóveis desabitados e, em 18 deles, houve recusa dos moradores em receberam os agentes”, explicou Lúcia Taveira, coordenadora do Programa de Vetores Dengue e Febre Amarela.

Os voluntários retiraram 60 pratos e os substituíram por 43 pratos justapostos ao vaso. Também foram tratados 26 ralos internos e 44 externos. “Em oito imóveis encontramos larvas do mosquito Aedes Aegytpi”, acrescentou ela.

Ação

O trabalho contou com a participação de 24 estudantes da Escola de Enfermagem da USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto, um docente da instituição e nove Agentes de Controle de Vetores, com dois coordenadores. “Os resultados foram satisfatórios para o controle do mosquito nos imóveis (área interna e externa)”, disse Lúcia Taveira. Mas acrescentou, “apesar da grande divulgação pelos meios de comunicação, a população persiste em manter os pratos para vasos com água”.

Os alunos relataram que vivenciaram uma experiência nova e avaliaram que o contato com os moradores é gratificante, pois durante as visitas, notaram o interesse do morador ao permitir a retirada ou substituição dos pratos de vasos por pratos justapostos.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera de Notícias