Publicado 01 de Junho de 2015 - 10h29

Por Da Agência Anhanguera de Notícias

Procon de Sumaré funciona no Centro

Cedoc/RAC

Procon de Sumaré funciona no Centro

O Procon de Sumaré alerta para o golpe do falso protesto. Segundo comerciante que procurou o órgão, o golpe é cometido por uma mulher, que se identifica como Vera. O Procon já havia registrado quatro outras denúncias contra essa prática. Nesta nova denúncia, a vítima, informou ter feito, inclusive, um depósito para a conta da golpista, que diz ser funcionária do órgão de defesa do consumidor, além de apresentar falsos documentos que, supostamente, criam uma ligação entre ela e a Fundação Procon de São Paulo. O valor depositado não foi divulgado.

No golpe do protesto, a mulher, alegando ser funcionária do Procon, telefona para o comerciante e informa que uma empresa que presta serviço para a vítima irá protestar o nome do comerciante, caso não seja depositada determinada quantia, alegando que há parcelas em aberto. A golpista também estipula o valor e o horário do depósito, além de pedir que a vítima faça a transação em uma casa lotérica.

Não há cobrança

O Procon de Sumaré volta a informar que não entra em contato com

comerciantes para realizar qualquer tipo de cobrança. Os contatos telefônicos feitos pelo órgão têm a única intenção de mediar conflitos entre consumidores e empresas, sempre buscando, quando possível, a solução amigável dos problemas.

“A gente pede que, principalmente, os comerciantes repassem esta

informação sobre o golpe para que nenhuma outra pessoa possa ser

prejudicada. A nossa orientação é que as possíveis vítimas façam um

Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima e se informem antes de fazer

qualquer tipo de depósito”, disse a gerente do Procon de Sumaré, Andrea

Uchoa.

O Procon de Sumaré fica na Rua Antônio de Camargo Pereira,  323, e

atende ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. O telefone

para informações é o (19) 3873-1071.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera de Notícias