Publicado 09 de Maio de 2015 - 5h00

Por Da Agência Anhanguera de Notícias

Soldados do Exército auxiliam os agentes no combate à dengue

Divulgação

Soldados do Exército auxiliam os agentes no combate à dengue

Com a atenção voltada ao intenso trabalho de combate ao mosquito transmissor do vírus da dengue, o Aedes aegypti, os agentes municipais do Programa Municipal de Controle da Dengue da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Sumaré seguem com as visitas casa a casa em alguns bairros da Região Central da cidade para a realização do chamado “bloqueio” no interior dos imóveis. Esta ação é feita por meio do armazenamento adequado ou eliminação de recipientes que acumulam água limpa e que possam se tornar criadouros das larvas do mosquito.

Iniciada no dia 24 de abril, a ação na área central segue até o próximo dia 15 de maio. Neste tipo de trabalho “casa a casa”, os agentes municipais também realizam a busca ativa de moradores com suspeita da doença, além da aplicação de larvicida em casos de recipientes permanentes, ou seja, que não podem ser removidos.

Também está no cronograma de ações da equipe municipal a nebulização (“fumacê”) costal, considerada a mais eficiente, no Jardim Dall’Orto, na Região do Maria Antonia. Para isto, o bairro recebeu previamente a vistoria dos agentes. O trabalho teve inicio em abril e deve continuar até dia 22 de maio.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, Luciano Antunes, a etapa que antecede à nebulização, ou seja, à eliminação dos possíveis criadouros é extremamente importante, porque sem as fases imaturas (larvas) não há mosquito adulto para transmitir o vírus entre as pessoas.

Exército

Começou nesta semana e segue nos próximos dias 12, 13 e 14 de maio, a força-tarefa da Prefeitura em parceria com o Exército Brasileiro no Jardim Maria Antonia. Na ação, os agentes municipais de endemias são acompanhados por 16 soldados no trabalho “casa a casa”. Ao todo, serão vistoriados aproximadamente quatro mil imóveis, de 76 quadras.

O Jardim Maria Antonia é o bairro com maior índice de transmissão da doença: são 604 casos positivos. Segundo mais recente balanço da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Sumaré registra 8.398 casos confirmados de dengue em toda a cidade no ano até o momento.

Sucen

A Secretaria Municipal de Saúde mantém vigilância sentinela em relação à identificação viral dos casos, que é feita por amostragem. O sorotipo 1 é predominante no total de 14 amostras identificadas.

Além das ações realizadas exclusivamente por equipes municipais e da força-tarefa em parceria com o Exército Brasileiro, o Município também conta com o constante apoio da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias). Atualmente, os agentes do órgão regional estão realizando o bloqueio de criadouros nos Jardim Picerno 1, Jardim Domingos e Altos de Sumaré.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera de Notícias