Publicado 06 de Maio de 2015 - 5h00

Por Da Agência Anhanguera de Notícias

Placa de sinalização caída ao lado de árvore após batida de carro; motorista perdeu o controle da direção ao falar no celular

Alenita Ramirez

Placa de sinalização caída ao lado de árvore após batida de carro; motorista perdeu o controle da direção ao falar no celular

A Prefeitura de Sumaré promove ações locais do Movimento “Maio Amarelo – Atenção pela Vida”, que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e ferimentos no trânsito e conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres para um tráfego mais seguro para todos. Durante todo o mês de maio, o tema “trânsito seguro” será trabalhado em todas as escolas da rede municipal de educação, por meio de ações dinâmicas e que envolvam todos os alunos.

Além disso, “blitze mirins” com os alunos atendidos pelo Programa “Cidade Mirim de Trânsito”, também da Prefeitura, serão feitas nos semáforos de todas as regiões da cidade. Quando sinal estiver fechado, as crianças, sempre sob supervisão, entregarão folhetos de conscientização para os motoristas.

Ações

Serão afixados cartazes nos órgãos públicos e em locais de grande movimento, além de entrega de adesivos com a frase “Atenção Pela Vida” – que é o tema do movimento. “Nosso objetivo é envolver a sociedade nessa ação, proporcionando cada vez mais um trânsito seguro. Estamos buscando parcerias com empresas, para que o número de adeptos seja o maior possível”, explicou o secretário da SMMUR , (Secretaria de Mobilidade Urbana e Rural),, Luiz Eduardo Almança.

“Essa será a segunda edição do ‘Maio Amarelo’ e estamos bem felizes em promovê-la aqui em Sumaré. As pessoas precisam entender que a responsabilidade para um trânsito mais seguro é de todos”, disse o superintendente municipal de Trânsito, José Carlos de Oliveira.

Apoio

O Movimento “Maio Amarelo” é apoiado pelo ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária), uma organização não governamental que atua como agente catalisador da sociedade brasileira no que diz respeito ao desenvolvimento e à gestão de ações de segurança viária e veicular. “Apesar de ser um movimento apoiado pelo Observatório, ele só existe se as pessoas se mobilizarem e se comprometerem com o bem-estar social, a educação e a segurança no trânsito”, completou Oliveira.

O “Maio Amarelo” é um movimento que surgiu em 2014, por meio de uma ação coordenada entre Poder Público, Sociedade Civil e Iniciativa Privada, foram desenvolvidos vários tipos de ações que chamaram a atenção da sociedade para o alto índice de morte e feridos no trânsito em todo o mundo.

Abertura

Este ano, a abertura oficial do Movimento Maio Amarelo aconteceu dia 24 de abril, no Expo Dom Pedro, em Campinas.  O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A escolha pelo mês é motivada pela proposta da ONU quando decretou, em 11 de maio de 2011, a “Década de Ação para Segurança no Trânsito”.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Em 2014, mais de 350 entidades, empresas e órgãos governamentais apoiaram o movimento, que atingiu outros sete países. Em 2015, para ampliar ainda mais o Movimento, estão sendo desenvolvidos materiais de apoio e divulgação em inglês e espanhol.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera de Notícias