Publicado 05 de Maio de 2015 - 10h46

Centro de distribuição da rede do Magazine Luiza: ninguém ficou ferido

Cedoc/RAC

Centro de distribuição da rede do Magazine Luiza: ninguém ficou ferido

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) prenderam o homem que comandou o ataque ao deposito central do Magazine Luiza durante o feriado em Louveira, na região de Campinas. Albiazer Maciel de Lima, o Bia, de 38 anos, foi preso durante uma operação feita por policiais da 2ª Patrimônio (Delegacia de Investigações de Crimes Patrimoniais de Intervenção Estratégica) na madrugada desta terça-feira (5), em Sorocaba.

Com o acusado, a equipe apreendeu um fuzil e grande quantidade de munições 7.62mm, fardas de combate, 18 celulares e dois veículos. Os investigadores também encontraram dois notebooks e um tablet, que o acusado guardou como “recordação" de outro grande roubo: a invasão da Samsung, em Campinas, em julho do ano passado.

O Deic informou, por meio de nota enviada à imprensa, que o ataque do feriado foi coordenado e executado por ele. A prisão aconteceu no Jardim Trujillo, um bairro de classe média em Sorocaba. A ação foi rápida e não permitiu reações.

Além do fuzil, munições e fardas, os policiais apreenderam uma picape Toyota Hillux e um Volkswagen Fox. Os 18 celulares eram utilizados para comunicação durante as invasões. Os três equipamentos de informática acabaram identificados como pertencentes ao lote roubado da fábrica em Campinas.

Lima é foragido da Justiça, tem passagens por roubos, inclusive a bancos. A equipe da 2ª Patrimônio apurava as atividades da quadrilha desde o ano passado. O próximo objetivo é identificar o restante dos envolvidos.

Carga recuperada

Na segunda-feira, a Polícia Civil de Campinas prendeu um homem e apreendeu três caminhões com mercadorias que fazem parte do assalto ao Centro de Distribuição do Magazine Luiza.

A Polícia Civil de Campinas prendeu, nesta segunda-feira (4), um homem e apreendeu três caminhões com mercadorias que fazem parte do assalto ao Magazine Luiza. A cúpula da Polícia Civil informou que a quadrilha é composta de cerca de 15 pessoas, incluindo o homem que foi preso no galpão em Limeira com o material roubado, identificado como Edson Antonio Silvestrini.

Segundo os policiais, apesar do galpão ser um comércio legal, outras cargas roubadas na região passaram por ali. A polícia não informou o valor total das cargas roubadas, nem soube dizer qual o valor do material recuperado. Disse apenas que maior parte dos produtos foi localizada. 

Segundo o chefe de investigação, Marcelo Hayashi, foram encontradas caixas com códigos de barra da loja no galpão, e os produtos eram eletrônicos, entre eles computadores, tablets e celulares. 

No sábado, os policiais haviam encontrado parte da mercadoria do assalto em Santo Antonio do Jardim. Além dos produtos, também foram encontrados bloqueadores de sinal, comuns em roubos de carga.

 

Roubos grandes

O ataque ao Magazine Luiza, ao lado do da fábrica da Samsung, em Campinas, foram os dois maiores roubos de carga já registrados em todo estado de São Paulo.

Na manhã de 7 de julho de 2014, uma quadrilha munida de fuzis rendeu os seguranças da Samsung, invadiu o estabelecimento, e, após roubar 34.602 equipamentos eletrônicos, entre celulares, tablets e notebooks, fugiu pela Rodovia D. Pedro I em caminhões carregados.

A execução do assalto começou na noite anterior. Os ladrões roubaram uma van com funcionários da empresa na rodovia e, com ela, conseguiram passar pela portaria. Dentro da empresa, renderam os seguranças e abriram o caminho para a entrada do restante da quadrilha.

Durante a ação, os bandidos fizeram os funcionários trabalhar como se nada estivesse acontecendo.