Publicado 05 de Maio de 2015 - 5h00

O Ministério Público vai investigar possíveis ausências injustificadas do prefeito de Itatiba, João Fattori (PSDB), entre 2013 e 2015. A denúncia foi feita pelos vereadores e aceita pela promotora Fernanda Lorena de Mello, que já solicitou informações ao chefe do Executivo sobre as viagens. A promotoria deu prazo de 15 dias para que o prefeito apresente as justificativas. Fattori foi flagrado em março, na Alemanha, com sua mulher, sem que tivesse assinado uma portaria para nomear alguém em seu lugar.

Identidade de gênero

A Câmara de Campinas criou nesta segunda-feira (4) uma comissão de estudos para analisar a questão da identidade de gênero dentro do Plano Municipal da Educação. O vereador Campos Filho (DEM) quer vetar a discussão ou inclusão de emendas no projeto. Ele alega que é responsabilidade da família instruir as crianças. Já o Plano será debatido dentro da Comissão da Educação que deverá contar com a presença da secretária de Educação, Solange Pellicer.

Lamentação

Os integrantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Campinas e representantes do governo do prefeito Jonas Donizette (PSB) tiveram nesta segunda a primeira mesa de negociação da campanha salarial. Só que nada avançou. Isso porque o Executivo alega que ainda não tem os índices que vão balizar a correção dos salários. No entanto, os sindicalistas afirmaram que por horas ouviram a lamentação do governo em relação à condição econômica.

Para evitar

Numa tentativa de saber qual é de fato o cenário do caixa da Prefeitura, os sindicalistas pediram cópias de vários documentos que demonstram o gasto com a folha de pagamento e o comprometimento com a Lei de Responsabilidade Fiscal. Os sindicalistas cobraram a presença do secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, que não compareceu ao debate nem justificou sua ausência.

O que eles pedem?

Na pauta econômica os servidores pedem um reajuste de 18,64% nos salários, um vale-alimentação de R$ 905,00 para ativos e inativos, seguro de vida e subsídio para quem paga convênio médico. A próxima mesa foi marcada para o dia 15 deste mês, quando deverá ocorrer a assembleia.

Sorte do Paraná?

Depois da ação violenta da Polícia Militar (PM) no Paraná contra os professores de Curitiba, o que resultou em 200 feridos, o secretário de Segurança Pública do Estado, Fernando Francischini, disse que nada justifica a ação e que irá apurar o caso. A PM no Paraná é de responsabilidade do governador Beto Richa (PSDB). Na sessão da Câmara de Campinas nesta segunda, o vereador do PSDB Gilberto Cardoso, o Vermelho, disse que o Paraná “tem sorte” em ter colocado Richa no poder.

Fies

Os vereadores de Campinas criticaram a declaração do ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, de que as inscrições para o Fies neste semestre foram encerradas por falta de verba. Os parlamentares afirmaram que vão enviar ao governo federal uma moção de repúdio.

Conselho e IPTU

A Câmara de Campinas aprovou em segunda discussão (mérito) o projeto de lei que cria cargos para o quinto Conselho Tutelar da cidade. Os parlamentares cobraram seriedade e compromisso da Administração com o órgão e com a eleição dos conselheiros, além de o apoio e estrutura para o trabalho do grupo na cidade. A Casa também aprovou em segunda discussão o projeto que isenta o IPTU de imóveis de 55 metros quadrados com valor venal até R$ 55,8 mil. As duas propostas seguem para a sanção do prefeito Jonas.