Publicado 08 de Maio de 2015 - 16h12

Por Renê Moreira

No acumulado do ano, 100,9% dos repasses devem ser comprometidos com a folha salarial, valor mais alto dos últimos 20 anos

Divulgação

No acumulado do ano, 100,9% dos repasses devem ser comprometidos com a folha salarial, valor mais alto dos últimos 20 anos

A Unesp (Universidade Estadual Paulista) decidiu suspender 17 universitários que ocuparam a diretoria da Faculdade de Ciências e Letras (FCL) de Araraquara em 2014. A pena inicial prevista, de expulsão dos envolvidos, foi revista e eles ficarão 180 dias suspensos das aulas.

A decisão foi tomada pelo Conselho Universitário nesta quinta-feira (7), após recurso apresentado pelos envolvidos. O ato aconteceu entre maio e junho de 2014, quando quase todas as dependências da diretoria foram tomadas pelos alunos.

A publicação deve sair neste final de semana no Diário Oficial do Estado, passando a valer a partir de então. Os invasores alegaram na época defender melhores condições de moradia no campus.

Escrito por:

Renê Moreira