Publicado 08 de Maio de 2015 - 15h51

Por Agência Estado

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,71% em abril, ante 1,32% em março, divulgou nesta sexta-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam uma taxa entre 0,65% e 0,93%, e abaixo da mediana prevista, de 0,75%.

Com o resultado, o IPCA acumula altas de 4,56% no ano e de 8,17% em 12 meses. A coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, vai conceder entrevista coletiva em instantes para comentar os resultados.

Na contramão do IPCA, inflação de serviços acelera para 0,72% em abril

A inflação de serviços acelerou a 0,72% em abril, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgado nesta sexta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em março, o indicador havia subido 0,58%. O movimento seguiu na contramão da inflação geral, que perdeu força diante da alta menor da energia elétrica. Mesmo assim, em 12 meses, a inflação de serviços ficou em 8,32%, acima do IPCA.

"Os serviços são itens que vêm pressionando desde muito tempo a inflação. Mas particularmente este ano o IPCA de serviços está abaixo dos preços monitorados", comentou Eulina Nunes dos Santos coordenadora de Índices de Preços do IBGE.

Os preços monitorados subiram 0,78% em abril, menos do que o avanço de 3,37% registrado em março. Em 12 meses, contudo, o aumento acumulado é de 13,39%. A energia elétrica já responde por um quarto da alta de 4,56% no IPCA entre janeiro e abril deste ano. O impacto é de 1,12 ponto porcentual, de acordo com o órgão.

Escrito por:

Agência Estado