Publicado 31 de Maio de 2015 - 11h44

Por France Press

John Kerry é um entusiasta do ciclismo e se envolveu em um acidente que causou o rompimento do seu fêmur, na Suíça

France Press

John Kerry é um entusiasta do ciclismo e se envolveu em um acidente que causou o rompimento do seu fêmur, na Suíça

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, quebrou o fêmur direito neste domingo (31) após um acidente de bicicleta, na França, perto da fronteira com a Suíça, e voltará para os Estados Unidos a partir de Genebra, onde foi hospitalizado - anunciou o departamento de Estado.

"Voltará hoje para Boston para ser atendido no hospital geral de Massachusetts", disse o porta-voz do departamento de Estado, John Kirby.

Kerry estava em Genebra desde a última sexta-feira para se reunir com seu colega iraniano, Mohammad Javad Zarif, e planejava viajar para Madri na tarde deste domingo.

Após visitar a capital espanhola, John Kerry deveria ir a Paris na segunda-feira para participar de uma reunião da coligação internacional contra o grupo jihadista Estado Islâmico, prevista para terça-feira.

"O ferimento não representa risco à vida" de Kerry, afirmou Kirby, que disse que o secretário de Estado não "perdeu a consciência".

O acidente ocorreu por volta das 09h40 (04h40, horário de Brasília) perto da cidade francesa de Scionzier, no departamento de Haute-Savoie, e Kerry foi levado de helicóptero para o Hospital Universitário de Genebra.

O porta-voz do Departamento de Estado John Kirby não entrou em detalhes sobre as circunstâncias do acidente e disse simplesmente que "uma equipe médica e um médico estavam no local com o comboio do Secretário de Estado no momento do acidente".

Outro funcionário do Departamento de Estado, que pediu anonimato, confirma que o secretário estava "acordado" e "consciente".

A mesma fonte, que não estava no local, afirmou que Kerry caiu em uma curva perto da cidade francesa de Scionzier, cerca de 40 quilômetros de Genebra.

Kerry, que completará 72 anos em dezembro, é uma pessoa atlética que geralmente anda de bicicleta durante suas inúmeras turnês pela Europa.

O diplomata americano cancelou sua visita à Espanha, onde no domingo iria assinar um acordo para converter a base militar de Morón de la Frontera (Sevilha, sul) em base permanente dos Estados Unidos para operações na África.

Os militares dos Estados Unidos poderão implantar uma força de intervenção permanente de até 2.200 fuzileiros navais na base espanhola para responder a crises no continente africano.

Na segunda-feira, Kerry faria audiências com o rei Felipe VI e com o presidente espanhol, Mariano Rajoy.

Escrito por:

France Press