Publicado 08 de Maio de 2015 - 23h01

Por France Press

As forças armadas norte-coreanas anunciaram que realizarão a partir de agora "um ataque sem aviso prévio" contra qualquer navio sul-coreano em águas territoriais consideradas norte-coreanas

France Press

As forças armadas norte-coreanas anunciaram que realizarão a partir de agora "um ataque sem aviso prévio" contra qualquer navio sul-coreano em águas territoriais consideradas norte-coreanas

A Coreia do Norte fez um lançamento de teste de míssil balístico submarino - informou a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA, na madrugada deste sábado (horário local).

"Aconteceu um teste com o estratégico e poderoso míssil balístico submarino. O míssil balístico foi desenvolvido por iniciativa pessoal do Comandante Supremo do Exército Popular coreano, Kim Jong-Un", anunciou a KCNA.

A agência assinalou que o míssil reúne a última tecnologia - científica e militar - e que o teste teve um "sucesso esclarecedor", coincidindo com o lançamento de um satélite.

"A aquisição da tecnologia (...) permitiu ao KPA (Exército Popular coreano) obter uma arma estratégica em nível mundial capaz de golpear e liquidar na água qualquer força hostil que viole a soberania e a dignidade" da Coreia do Norte.

O teste ocorre após Pyongyang rejeitar as declarações dos Estados Unidos de que seu programa espacial é uma fachada para o desenvolvimento de mísseis, e prometer continuar lançando satélites, ignorando as sanções das Nações Unidas.

Há poucas dúvidas sobre o programa norte-coreano de mísseis, mas os especialistas divergem sobre o nível de seu progresso.

O anúncio do lançamento do míssil balístico submarino ocorre um dia após Pyongyang advertir que sua Marinha está disposta a abrir fogo contra navios sul-coreanos nas águas territoriais norte-coreanas.

A Coreia do Norte afirma que 17 navios de patrulha sul-coreanos penetraram nas águas territoriais da Coreia do Norte durante a primeira semana de maio "sob o pretexto" de interceptar barcos de pesca chineses.

Em um comunicado intitulado "Aviso especial e urgente", as forças armadas norte-coreanas anunciaram que realizarão a partir de agora "um ataque sem aviso prévio" contra qualquer navio sul-coreano em águas territoriais consideradas norte-coreanas.

Em caso de uma resposta armada sul-coreana, Pyongyang responderá com outros ataques de represália contra estas embarcações, segundo o comunicado divulgado pela agência de notícias da Coreia do Norte, KCNA.

As duas Coreias mantém um enfrentamento sobre a localização exata de sua fronteira marítima no Mar Amarelo. Desde o fim da guerra da Coreia (1950-1953), marcada por um simples cessar-fogo, Pyongyang e Seul continuam tecnicamente em guerra.

O ministério sul-coreano da Defesa desmentiu qualquer incursão de navios sul-coreanos e acusou Pyongyang de aumentar a tensão.

A fronteira marítima entre as duas Coreias foi palco de confrontos breves, mas violentos, em 1999, 2002 e 2009.

Escrito por:

France Press