Publicado 08 de Maio de 2015 - 22h49

Por France Press

O governo dos Estados Unidos colocou um jornalista da rede de notícias árabe Al-Jazeera em uma lista de observação de suspeitos de terrorismo, que o vincula ao grupo Al-Qaeda - informou nesta sexta-feira (8) um site, citando documentos publicados por Edward Snowden.

O site de notícias The Intercept disse que o chefe do escritório da Al Jazeera em Islamabad (Paquistão), Ahmad Muaffaq Zaidan, estaria em uma lista de monitoramento terrorista e é descrito em documentos da Agência de Segurança Nacional (NSA) como um "membro" da rede Al-Qaeda e à organização islâmica Irmandade Muçulmana. 

Zaidan disse ao The Intercept que nega "absolutamente" fazer parte dessas organizações, embora saliente que através do seu trabalho tenha conduzido entrevistas com líderes seniores da Al-Qaeda, incluindo o falecido líder Osama bin Laden, morto por soldados norte-americanos no Paquistão em maio de 2011.

Em resposta ao relatório, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas, com sede em Nova York, disse estar "profundamente preocupado" com as alegações.[

Em declaração ao The Intercept, Zaidan disse que "para nós sermos capazes de informar o mundo, precisamos entrar em contato livremente com figuras de destaque na esfera pública, falar com as pessoas e reunir informações críticas".

Escrito por:

France Press