Publicado 04 de Maio de 2015 - 19h26

Outro influente político de Nova York, o presidente do Senado estadual Dean Skelos, foi detido nesta segunda-feira acusado de corrupção, depois que o mesmo aconteceu com o presidente da Câmara local há três meses.

Skelos, 67 anos, e seu filho Adam, 32, compareceram à sede do FBI e foram detidos, segundo uma porta-voz da polícia federal americana.

"Ele se apresentou às 9H30 ao escritório do FBI no sul de Manhattan. O filho veio com ele", disse a porta-voz.

Skelos é o segundo político de grande importância do estado de Nova York detido nos últimos meses por acusações de corrupção. No dia 22 de janeiro foi detido Sheldon Silver, de 70 anos, que era presidente da Câmara.

Skelos recebeu seis acusações, incluindo extorsão e pedidos de suborno, segundo a denúncia apresentada pela Procuradoria Federal de Manhattan.

A investigação, iniciada em 2010, demonstrou que o senador atuou para obter recursos para seu filho Adam utilizando sua posição na Assembleia Legislativa com sede na capital estadual, Albany, para influenciar em negócios vinculados aos setores do meio ambiente e imobiliário.

O montante total que o legislador teria obtido em benefício do filho supera os 200 mil dólares em um período de cinco anos, informou a procuradoria.

Segundo a denúncia, "Dean Skelos utilizou seu poder e influência de forma ilegal e reiterada como líder da maioria no Senado para enriquecer seu filho, Adam, e indiretamente a si mesmo", afirmou o procurador federal do distrito sul de Nova York, Preet Bharara, em um comunicado.

Dean Skelos é senador por Long Island (sudeste de Nova York) desde 1984 e preside o Senado desde 2008.