Publicado 31 de Maio de 2015 - 5h00

Por Agência Estado

Bilhete criado para passageiros esporádicos em Campinas vale somente até hoje nos ônibus de Campinas

Divulgação

Bilhete criado para passageiros esporádicos em Campinas vale somente até hoje nos ônibus de Campinas

A venda do Bilhete 1 Viagem, comercializado no interior dos ônibus do sistema de transporte público coletivo de Campinas, será realizada somente até hoje. A partir de segunda-feira, o cartão não será mais vendido.

O pagamento da tarifa, dentro dos ônibus, deve ser efetuado com cartões da família Bilhete Único (Comum, Vale-Transporte, Escolar, Universitário, Especial, Gratuito e Idoso); ou com o Bilhete 2 Viagens. O Bilhete Único Comum pode ser feito nos postos de cadastramento da Transurc, que estão nos terminais Central, Ouro Verde, Barão Geraldo, Campo Grande, Metropolitano e Mercado; na sede do Poupatempo Centro (Avenida Francisco Glicério, 935); Expresso Bilhete Único; na sede da Transurc (Rua 11 de Agosto, 757) e na Loja do Bilhete Único (Avenida Anchieta, 55). Além de ter a emissão gratuita, o Bilhete Único permite que o usuário pegue mais de um ônibus pagando apenas uma tarifa, no período de duas horas.

O Bilhete Único Comum também possibilita a realização de até duas viagens, mesmo que o saldo esteja zerado. O Bilhete 2 Viagens atende os usuários eventuais do sistema. O cartão custa R$ 9,00 (R$ 7,00 referente a duas tarifas + R$ 2,00 do cartão) e é vendido na Rede de Credenciados da Transurc. O valor do “casco” é reembolsável e o cartão permite recarga. A Rede de Credenciados é composta por mais de 300 estabelecimentos comerciais, como bancas, farmácias, mercados, padarias e postos de combustível. Ela pode ser consultada no site www.transurc.com.br.

Desde 1º de outubro do ano passado o pagamento da tarifa do transporte público de Campinas, dentro dos ônibus, é efetuado somente com cartões eletrônicos. A Prefeitura defende que a iniciativa proporciona mais segurança à operação do sistema e, também, mais agilidade e rapidez nos embarques. Os usuários de ônibus têm, até hoje, duas opções para viajar no sistema: utilizar um dos cartões da família Bilhete Único ou usar um dos novos cartões eletrônicos, o Bilhete 1 Viagem ou o Bilhete 2 Viagens.

No mês passado, o Correio mostrou que um em cada quatro passageiros do transporte público de Campinas que adquire bilhetes de 1 ou 2 viagens não retorna aos pontos credenciados para regatar os R$ 2,00 e devolver o “casco”. Apesar de ter havido um crescimento no número de devoluções desde outubro, quando foi implantada a venda dos cartões, o número ainda está longe do esperado pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), que em janeiro desse ano contabilizou R$ 500 mil “represados” sem ter havido a restituição por parte dos usuários. A venda dos bilhetes 1 e 2 viagens dentro dos ônibus teve no dia 1º de abril sua terceira prorrogação. De acordo com a Transurc, de outubro de 2014 a abril desse ano a média de devolução dos bilhetes é de 77%. Segundo a associação, houve picos de devolução dos bilhetes de até 84% nos dois primeiros meses desse ano.

Escrito por:

Agência Estado