Publicado 05 de Maio de 2015 - 22h30

Por Eric Rocha

Assaltantes fizeram 11 pessoas reféns para poder entrar na fábrica da Samsung e roubar quatro caminhões da empresa carregados com celulares

Carlos Sousa Ramos/AAN

Assaltantes fizeram 11 pessoas reféns para poder entrar na fábrica da Samsung e roubar quatro caminhões da empresa carregados com celulares

Um ex-funcionário da fábrica da Samsung foi preso em flagrante na noite desta terça-feira (5) com 15 chromebooks (espécie de netbook) que foram levados no assalto à empresa em julho do ano passado. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) abordaram Jânio Inocêncio da Silva, de 36 anos, quando ele chegava em casa no Residencial Nova Bandeirantes, em Campinas. Dentro do imóvel também foram encontrados seis tablets, três smartphones e um notebook que não tiveram a procedência confirmada.

De acordo com Polícia Civil, o ex-funcionário estava oferecendo o produto a várias pessoas, o que motivou a abordagem. As investigações seguem agora para saber qual a relação dele com o assalto, quando caminhões carregados levaram 34.602 equipamentos eletrônicos do local. Silva responderá por receptação e até o fechamento dessa reportagem não tinha pago a fiança fixada para a sua libertação. O valor não foi divulgado.

O roubo à fábrica da Samsung aconteceu em 7 de julho de 2014. Na ocasião, a quadrilha, armada de fuzis, rendeu os seguranças, invadiu o local e fugiu pela Rodovia D. Pedro I com as cargas roubadas. O prejuízo foi estimado na época em R$ 14 milhões.

Nesta terça-feira (15) policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) também prenderam Alibiazer Maciel de Lima, o Bia, de 38 anos. Ele é acusado de ser o comandante do roubo à Samsung e do depósito central da rede de lojas do Magazine Luiza, em Louveira, na última sexta-feira (1º).

Escrito por:

Eric Rocha