Publicado 04 de Maio de 2015 - 19h20

Por Raquel Valli

Davi depois do resgate já recebendo os cuidados médicos na clínica veterinária

Anjo de Patas

Davi depois do resgate já recebendo os cuidados médicos na clínica veterinária

 Um cachorro que foi espancado a pauladas por um homem no bairro Satélite Íris 1, em Campinas, terá que ter a pata direita amputada devido à gravidade do caso.

Além da perna, que foi inteira quebrada, levou pauladas na cabeça e teve parte da orelha cortada. O animal foi jogado em um terreno baldio pelo agressor, segundo os moradores que pediram socorro à protetora Maria Locatelli, do grupo Anjos de Patas.

O resgate

“Dia 30 de março, recebi um pedido de resgate e fiquei desesperada porque não tinha dinheiro para assumir o caso. Nem consegui dormir pensando no cachorro ferido, naquela noite tão fria. Então, no dia 1º fui ao local e o encontrei no mato, no meio do lixo. Tentei me aproximar, mas devido à dor e ao medo, ele me atacava. Como ficou lá jogado e passou do tempo de ser socorrido (antes de ser resgatado), não há como salvar a perna”, conta a protetora, que lhe deu o nome de Davi.

Quadro de saúde

 Além da pata, Davi está muito desidratado (porque não conseguia se mover e tinha que tomar água do esgoto), está anêmico, pesando apenas 13 Kg (por ter passado muita fome), com infecção na orelha e com sarna (foto à esq.) por todo o corpo.

Foi levado ao Centro Médico Veterinário, no Guanabara, e atendido pela dra. Domenica Signorelli. Terá que ser estabilizado antes de poder operar, e não tem previsão de alta.

Ajuda

O tratamento ficará em torno de R$ 4 mil, segundo estimativas de da protetora. “Sei que pago sempre, e que por isso tenho credito pra poder resgatar no fiado. Só que desta vez não sei como vou conseguir pagar. Mas, como é que eu poderia deixar esse coitadinho sofrendo no meio lixo?”, questiona Maria.

Maria não tem uma conta em banco para receber ajuda. “O que faço é pedir para as pessoas doarem diretamente na clínica veterinária”, completa.

Quem quiser e puder ajudar, deve entrar em contato com o Centro Médico Veterinário pelos telefones: 3241-7765 e 3212-0241. Quem desejar ir pessoalmente à clínica, o endereço é Rua Camargo Paes, 680, Guanabara, Campinas.

Vulneráveis 

 Maria resgata animais mal tratados há mais de dez anos. Tem 18 cachorros, todos idosos e cegos.

“São os que eu não consigo adoção. Então, eles ficam comigo. Um deles, salvei na Barão de Itapura, batendo a cabeça na parede de uma loja (por não enxergar). Ele come de 3 em 3horas, e tenho que colocar a ração na água até ficar molinha para depois dar na boca, porque ele não consegue mais comer sozinho”, conta a fundadora do grupo.

Escrito por:

Raquel Valli