Publicado 26 de Março de 2015 - 20h34

Por Renata Rondini

Torcida da Macaca incentiva a equipe no Majestoso

Cedoc/RAC

Torcida da Macaca incentiva a equipe no Majestoso

A Ponte Preta acabou com a invencibilidade do Santos de 14 jogos na temporada. Na noite desta quinta-feira (26), no Moisés Lucarelli, a Macaca venceu por 3 a 1 e ficou bem perto da vaga para as quartas de final do Campeonato Paulista. Após 12 rodadas, a equipe soma 24 pontos na vice-liderança do Grupo B.

 

No domingo (29), a Ponte visita o XV de Piracicaba, às 18h30, enquanto o Santos, no mesmo horário, recebe o São Bento. Para o próximo jogo, o técnico Guto Ferreira terá dois desfalques: Fernando Bob e Rildo receberam o terceiro cartão amarelo.

 

A partida começou com as equipes se estudando e as jogadas mais incisas demoraram para acontecer. Com uma postura forte de marcação, a Ponte fez suas primeiras tentativas em chutes de longa distância para surpreender o goleiro Vanderlei.

 

Já o Santos valorizou bastante a posse de bola no primeiro tempo, contudo se mostrou ansioso nas poucas finalizações que teve.

 

Com consistência no meio de campo e poder ofensivo, a Ponte construiu uma boa vantagem ainda no primeiro tempo. Aos 28’, após escanteio, Renato Cajá levantou para Biro Biro. O atacante dominou e bateu de perna direita para fazer seu sexto gol no Paulistão.

 

Nem o gol fez o Santos acordar no jogo. A Macaca continuou a aproveitar o espaço oferecido pelo adversário e ampliou aos 35’. Renato Cajá levantou na área e Bruno Silva finalizou. Vanderlei não segurou a bola e o volante concluiu para o fundo da rede.

 

Em desvantagem no placar e após a bronca do intervalo, o Santos voltou para o segundo tempo acelerado. E logo aos 55 segundos, diminuiu com Gabriel. Depois da defesa de João Carlos na cabeçada de Ricardo Oliveira, o atacante aproveitou o cruzamento de Victor Ferraz e balançou a rede.

 

Com a marcação adiantada e todo no ataque, o Peixe pressionou os donos da casa que não se abalaram e marcaram mais um aos 5’. Biro Biro desceu pela direita, trouxe para a entrada da área, trocou passe com Fernando Bob e deixou na medida para Rildo bater rasteiro, no canto esquerdo de Vanderlei.

 

Aos 14’, o Peixe precisou trocar de goleiro por conta de um lance em que o joelho de Rildo bateu no nariz de Vanderlei, que saiu de campo sangrando. O goleiro teve de ser levado a um hospital para se submeter a exames.

 

O segundo tempo continuou intenso, com o Santos pressionando mesmo depois de ficar com 10 homens em campo. Valencia, que já tinha o amarelo, fez falta dura em Biro Biro e foi expulso aos 28’. Bem posicionada em campo e com boas defesas do goleiro João Carlos, a Macaca assegurou a vitória por 3 a 1.

 

A primeira derrota do ano fez os jogadores santistas perderem a cabeça em campo. Antes do apito final, aos 50’, Cicinho também foi expulso após entrada dura em Thomás.

Escrito por:

Renata Rondini