Publicado 22 de Março de 2015 - 19h39

Por Carlos Rodrigues

O técnico Guto Ferreira terá novos desafios no comando da Ponte Preta em 2015

Carlos Sousa Ramos/AAN

O técnico Guto Ferreira terá novos desafios no comando da Ponte Preta em 2015

Apesas da vitória por 1 a 0 que garantiu um pouco mais de folga a Ponte Preta na vice-liderança do grupo B, o técnico Guto Ferreira elegeu a atuação do time contra o Bragantino, no último sábado, como uma das piores da Macaca no Campeonato Paulista. Dois aspectos em especial desagradaram o treinador, que espera corrigir os erros para o jogo contra o Santos, quinta-feira, no Majestoso.

Uma das broncas foi o excesso de autoconfiança, como ele mesmo definiu. “Em determinadas situações tivemos muitos erros, de jogador querendo fazer coisas diferentes ao invés de fazer o jogo andar”, observou. “Você conversa, cobra mais do atleta e no treino ele faz o que você pede, mas aí chega no jogo e não repete isso”, completou.

Guto também achou que o ataque não correspondeu o necessário. Apesar do gol e da boa movimentação, sobretudo no primeiro tempo, faltou equilíbrio ao setor, segundo o treinador.

 

“Temos alguns problemas de ordem ofensiva para encaixar a equipe, uma dificuldade de encontrar o jogador para dar esse equilíbrio”, ressaltou.

Diante dessa situação, o técnico não descarta alterar novamente a formação do time, voltando a ter um jogador de referência lá na frente.

 

“A equipe segue marcando, mas falta encaixar ali. Ainda não encontramos um jogador que tenha essa característica (de referência) com a qualidade que a gente precisa”, admite Guto. “Vamos ver se mantemos ou tentamos retomar com algum jogador que faça a equipe respirar mais”, conclui.

Para o jogo contra o Santos, o lateral-esquerdo Rodrigo Biro será desfalque por ter tomado o terceiro cartão amarelo. Como João Paulo ainda se recupera de lesão, não há nenhum jogador de origem para a função. A possibilidade é improvisar Juninho, mas ele ainda não está 100% fisicamente.

Escrito por:

Carlos Rodrigues