Publicado 23 de Março de 2015 - 9h26

Por Agência Estado

Apesar da vitória, para Tite, Corinthians ficou devendo no jogo contra o San Lorenzo pela Libertadores

France Press

Apesar da vitória, para Tite, Corinthians ficou devendo no jogo contra o San Lorenzo pela Libertadores

O técnico Tite confirmou logo após o jogo contra o Capivariano, no domingo, que pretende escalar uma equipe inteiramente reserva na partida diante da Portuguesa, nesta terça-feira, no Itaquerão novamente pelo Campeonato Paulista.

A atitude faz parte do planejamento do treinador para evitar perder algum jogador por causa da maratona de jogos. O Corinthians ainda enfrenta o Penapolense na quinta-feira, outra vez em casa, e o Bragantino no domingo, em Bragança Paulista (SP).

A maratona acontece por causa da participação do Corinthians na fase preliminar da Copa Libertadores, quando enfrentou o Once Caldas, da Colômbia. Duas partidas pelo Paulistão tiveram de ser adiadas e uma delas é a contra a Portuguesa.

"Você trabalha pelo tempo de recuperação para passar pela maratona. Não há tempo de recuperação. Falo como professor de educação física, antes de ser treinador. Se jogarem todos, vão estourar joelho, posterior, etc... É só olhar na lei que diz pelas 72 horas de um jogo para o outro. Os que atuaram hoje (domingo) possivelmente não vão jogar na terça-feira", afirmou Tite.

O treinador explicou inclusive que fez três mudanças na vitória sobre o Capivariano justamente para diminuir o desgaste de alguns jogadores. O gramado da Arena Capivari estava bastante pesado. Petros, Danilo e Vagner Love entraram nos lugares de Cristian, Renato Augusto e Jadson, respectivamente. "Falei para os jogadores que teremos um desafio grande em relação ao calendário. Não é crítica, mas desafio. Precisei fazer as três substituições por conta de questões clínicas e físicas. Não mudei por ordem técnica ou tática. Foi para preservar o elenco", discursou.

Escrito por:

Agência Estado