Publicado 25 de Março de 2015 - 14h41

Por Renata Pioli

USAR FOTOS DE ARQUIVO

Renata Rondini

Da Agência Anhanguera

[email protected]

A Ponte Preta irá encarar esta noite o seu grande teste neste Paulistão. A Macaca recebe às 21h no estádio Moisés Lucarelli, o Santos pela 12a rodada do Campeonato Paulista. Líder absoluto do Estadual e invicto, o Peixe chega a Campinas sem sua grande estrela Robinho, que está com a Seleção Brasileira, porém mesmo assim continua a ser um adversário carne de pescoço com um elenco de qualidade disposto a manter a invencibilidade.

A equipe do Majestoso está consciente de que precisará superar as suas dificuldades e não se abalar em campo para buscar mais três pontos nesta rodada. “A Ponte vai ter que fazer uma partida que talvez ainda não tenha feito até agora no Majestoso. Sem dúvida, é o jogo mais difícil até agora para a Ponte na competição”, comentou o técnico Guto Ferreira.

Com uma vitória hoje, a Macaca encaminha bem sua classificação para as quartas de final. Com 21 pontos, na vice-liderança do Grupo B, a equipe quer se distanciar cada vez mais do Audax (terceiro com 16).

O Santos tem um futebol veloz e envolvente, e homens de frente como Ricardo Oliveira, que não têm deixado passar as oportunidades. A equipe da Baixada tem o segundo melhor ataque do Paulistão com 23 gols, apenas um a menos que o São Paulo. "É um time que está fazendo uma campanha excepcional e vai ser um jogo muito difícil. Tem jogadores individualmente muito rápidos e que temos que tomar muito cuidado", afirmou o zagueiro Pablo.

Com o poderio ofensivo do Santos, Guto Ferreira optou por reforçar a marcação de meio de campo e vai escalar a Macaca com três volantes. Josimar ocupará a vaga de Roni. “Estamos acertando a marcação para não errar no jogo. Com três volantes, dois (volantes) podem sair mais para o jogo, além de os laterais ganharem mais liberdade. É a melhor equipe do Estadual até aqui. Temos de fazer o melhor jogo do ano contra um elenco forte”, disse Josimar.

Outra mudança na equipe, esta forçada, é na lateral-esquerda. Rodrigo Biro cumprirá suspensão automática, e portanto Jeferson, lateral-direito da base, mais uma vez será improvisado no setor. Isto porque o substituto João Paulo está no departamento médico por conta de uma fissura no tornozelo sofrida no primeiro jogo da Copa do Brasil, e o volante Juninho, que também atua pela esquerda, está em fase de transição. Jeferson já atuou na esquerda no jogo de ida da Copa do Brasil contra o Vilhena (após a contusão de João Paulo) e também pelo Paulistão diante do Ituano.

Escrito por:

Renata Pioli