Publicado 25 de Março de 2015 - 17h05

Por Marita Siqueira

Serão três dias de apresentações no Centro, no Cambuí, na Vila Padre Anchieta, pela primeira vez, e São Fernando

Divulgação

Serão três dias de apresentações no Centro, no Cambuí, na Vila Padre Anchieta, pela primeira vez, e São Fernando

O Dia Nacional do Circo, comemorado em 27 de março, em homenagem ao palhaço Piolin, será celebrado em dose tripla com a 3° Mostra Além da Lona de Circo e Artes de Rua, em Campinas.

 

Serão três dias de apresentações no Centro, no Cambuí, na Vila Padre Anchieta, pela primeira vez, e São Fernando, assim como no ano passado, com a presença especial do “mestre” dos palhaços, o argentino Fernando Cavarozzi, cujo nome artístico é Chacovachi.

 

A mostra começa na quinta-feira (26), às 15h, na Praça do Convívio (Centro), com Bateria Alcalina seguido por Resgatando o Circo e Cia. Pé de Chinelo.

A noite a programação vai para os bairros, a partir das 20h, simultaneamente, com Circo Além da Lona e Espuma Bruma, no EMEF Ciro Exel Magro (São Fernando), e show de Ana Person e Cia. Arte e Riso no Teatro Maria Monteiro (Pde. Anchieta).

 

A grande expectativa é para sexta-feira (27), quando os artistas se reunião em cortejo pela 13 de Maio ao som do bloco Jeguegerson – a concentração ocorre às 14h na Estação Cultura Prefeito Antônio da Costa Santos.

Como simbologia inspirado no Carnaval e no Rei Momo, o grupo campineiro Resgatando o Circo “dá a chave da cidade” a companhia Pé de Chinelo, de Ribeirão Preto, terra do palhaço Piolin, e o evento continua com a arte circense até sábado.

 

“Apenas uma metáfora para dar boas-vindas ao grupo da Ribeirão”, conta o coordenador da mostra, Christian Mathias.

O palhaço Chacovachi, grande astro da mostra, se apresenta no último dia, às 11h, no Centro de Convivência Cultural e ministra amanhã uma oficina no Além da Lona, companhia que realiza o evento, porém as vagas estão esgotadas.

 

“A Argentina é uma escola de arte de rua reverenciada em todo mundo e Chacovachi é o mestre dos palhaços. Estávamos querendo trazê-lo desde o ano passado”, diz Matias. Quem fez a “ponte” foi o produtor Renato Garcia, do Rio de Janeiro, que ressalta a importância do artista.

“Chacovachi ficou conhecido nos Verões argentino, atuando nas praças e ruas, da onde conseguiu tirar dinheiro para comprar sua casa e outras bens. Muitos artistas foram para rua depois dele. Dizemos que ele tem os 12 mandamentos de um palhaço de rua e assim engrandece e valoriza a arte. Tem uma linha cômica muito bacana e é muito querido por todos”, afirma. O argentino tem 52 anos de idade e 30 anos dedicados à arte.

Edições anteriores

A Mostra Além da Lona de Circo e Artes de Rua estreou em 2013, quando foi centralizou as apresentações na Praça Ruy Barbosa, no Centro.

 

Sentido necessidade de expandir para outras regiões da cidade, a segunda edição contemplou o bairro São Fernando. O mesmo está no evento deste ano, assim como a Vila Padre Anchieta. E a intenção não é parar por ai.

 

“O circo é uma manifestação bem popular. Queremos levar para outros lugares, trabalhar com a ideia de arenas e ampliar para uma semana”, revela o coordenador.

Para Mathias, além da interação com o público, é um espaço de discussão para que artistas possam compartilhar suas vivências.

 

“Favorece a troca, possibilitando a dinâmica dos novos fazeres circenses”, diz. Participaram dos anos anteriores Circo Volonte, Cia Tomara que Não Chova, Trupe Trolhas, Palhaço Gracinha, Palhaço Xuxu e outros.

Saiba Mais

Piolon é um dos grandes representantes do meio circense, considerado o "melhor palhaço do mundo", pela veia cômica era equilibrista e ginasta.

 

Filho de artistas circenses, conquistou o reconhecimento dos intelectuais da Semana da Arte Moderna, movimento artístico e literário realizado no Brasil em 1922, como exemplo de artista genuinamente brasileiro e popular. Pela sua importância, a data de seu nascimento foi escolhida como o Dia Nacional do Circo.

AGENDE-SE

O quê: 3° Mostra Além da Lona de Circo e Artes de Rua

 

Quando: a partir desta quinta-feira (26) até sábado (28)

 

Onde: nas ruas de três bairros de Campinas: Centro, São Fernando e Vila Padre Anchieta

 

Quanto: de graça

 

Mais informações: www.mostralemdalona.com 

PROGRAMAÇÃO

Quinta

 

- Praça do Convívio (Centro)

 

Bateria Alcalina: 15h

 

Resgatando o Circo: 16h

 

Cia. Pé de Chinelo: 17h

 

- EMEF Ciro Exel Magro (Rua Praia Serra Dágua, 35, São Fernando)

 

Circo Além da Lona: 20h

 

Espuma Bruma: 21h

 

- Teatro Maria Monteiro (Av. Dom Agnelo Rossi, s/, Vila Padre Anchieta)

 

Ana Person: 20h

 

Cia. Arte e Riso: 21h

 

Sexta

 

- Estação Cultura (Praça Marechal Floriano Peixoto, s/nº, Centro)

 

Concentração com Jeguegerson: 14h

 

Caminhada pela Rua 13 de maio com diversos artistas até a Praça do Convívio: 15h

 

- EMEF Ciro Exel Magro

 

Palhaço Costelinha: 20h

 

Cirko Volante: 21h

 

- Circo Além da Lona (Rua Dr. Quirino, 152, Centro)

 

Roberto Bach: 20h

 

A Mala dos Mamulengos: 20h30

 

 

Sábado

 

- Centro de Convivência Cultural (Praça Imprensa Fluminense, s/n, Cambuí)

 

Banda Euterpe: 10h

 

Palhaço Chacovachi: 11h

 

- Estação Cultura

 

Palhaça Ma Ri Bó, Anderson Malabarista, Bruno Edson, Palhaço Bisgoio e Palhaça Jirda, Circo Além da Lona, Mágico Rokan, Irmãs Silva, Akróbatus: a partir das 20h

Escrito por:

Marita Siqueira