Publicado 24 de Março de 2015 - 14h49

Por Maria Teresa Costa

Projeto de lei enviado pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) à Câmara essa semana vai tornar mais rigorosa à punição para quem disperdiçar água no período da estiagem. Atualmente, quem é flagrado, primeiro é advertido, e na reincidência, multado em três vezes o valor da última conta de água e afastamento de esgoto A nova lei vai eliminar a advertência.

Como a intenção não é punir, mas educar, a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) vai montar cursos de uso sustentável e racional da água para a população, utilizando as aulas como alternativas às multas. Quem for flagrado e multado, ficará livre da multa se frequentar as aulas. Periodicidade do curso, local, data de início estão ainda em análise.

Escrito por:

Maria Teresa Costa