Publicado 23 de Março de 2015 - 15h50

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Alenita Ramirez Facebook Rafael Rezende / Faro Policial

Um comerciante de 22 anos morreu após ser atropelado e arrastado por cerca de 30 metros, anteontem à noite, na Rodovia Luiz de Queiroz, (SP-304), em Americana. Lucas Nascimento de Araújo arrumava a capota de sua Fiat Strada, no acostamento da via, quando foi atingido por um Monza dirigido pelo mecânico Christyan Caldeira Alves Neves, de 21 anos. Segundo a Polícia Rodoviária, Neves fez teste de bafômetro, que apontou 0,35 mg de álcool por litro de ar expelido – o limite tolerável com atuação administrativa é 0,33 mg/l e não é considerável crime. Ele foi preso em flagrante por homicídio culposo (sem intenção de matar) na direção de veículos, mas pagou R$ 788,00 de fiança e vai responder em liberdade. O corpo de Araújo foi enterrado na tarde de ontem no Cemitério Parque dos Lírios.

Tanto a vítima como o mecânico voltavam de um campeonato de som no CCA, em Americana. Os dois moram em Santa Bárbara d´Oeste. Araújo estava com a namorada e um primo e voltava para casa por volta das 19h. Como começou a chover, o jovem parou debaixo do Viaduto Paulo Roberto Meneghel para puxar a capota e cobrir a aparelhagem. Ele estava na lateral do carro quando foi atingido pelo Monza.

Neves alegou para a polícia que estava pela faixa da direita quando foi fechado por um outro carro. Ele se perdeu e atingiu a caminhonete e depois a vítima. O mecânico estava com dois amigos. Segundo a Polícia Rodoviária, Araújo parou o carro cerca de 300 metros depois até a chegada da viatura. A roda do veículo estava quebrada. “O que vai aliviar a família é se for feita a Justiça. O motorista estava embriagado e tem que pagar pelo crime que cometeu”, disse o tio do jovem, o comerciante Dirceu Cordeiro de Araújo, de 40 anos. “Sabemos que nada vai trazer o Lucas de volta, mas queremos Justiça”, acrescentou.

Ao menos 200 pessoas, entre amigos, parentes e curiosos participaram do enterro do jovem. “Ele morreu sem dever nada a ninguém. Era um excelente filho”, completou.

No Facebook, a namorada postou mensagem de despedida e frisou que o casal iria completar dois meses de namoro ontem. A jovem estava em estado de choque.

Escrito por:

Alenita de Jesus