Publicado 23 de Março de 2015 - 15h30

Por Carlos Augusto Rodrigues da Silva

Carlos Rodrigues

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Berço do futebol, a Inglaterra é atualmente dona da liga nacional mais cara do planeta e tem alguns dos clubes mais poderosos do mundo, mas também possui muita história além de tudo isso. E são essas duas realidades que o jornalista Plácido Berci conta no livro Paixão – uma viagem pelo futebol inglês, da editoria Via Escrita. A obra está em fase de construção e, para ser publicada, conta com o crowdfunding – financiamento coletivo. O autor firmou parceria com o site Catarse para atingir a meta de R$ 8.700.

Formado pela PUC-Campinas, Berci mora em Manchester desde o final do ano passado e entrou de cabeça no futebol do país. A experiência rendeu histórias, observações interessantes e um olhar sobre como o esporte é encarado. “Minha ideia é dar um panorama de como é vivido o futebol na Inglaterra. Quase um estudo de caso. Pego como exemplo os dois times grandes de Manchester, um tradicional - United - e outro emergente – City”, conta. “Também falo de clubes de divisões menores, da experiência em ver um jogo num pub - algo bem característico deles -, como é a imprensa, como se comportam os torcedores, entre outras curiosidades”.

O livro se baseia, essencialmente, em experiências pessoais e com foco em personagens. A torcida inglesa merece atenção especial, com um paralelo sobre como a forma de apoio mudou com o passar dos anos. “O futebol é algo muito forte da cultura deles e eles valorizam isso”, destaca o jornalista. “Um dos capítulos fala sobre a mudança no modo de torcer e falo da evolução do torcedor. Dos hooligans até os paus de selfie dos turistas e de como a atmosfera em alguns estádios mudou por conta do preço dos ingressos”.

Em relação às boas histórias, sem dúvida o futebol alternativo ganha destaque. Um dos pontos altos do livro é o relato sobre o Corinthian-Casuals, que disputa a oitava divisão inglesa. O clube, que deu origem ao xará brasileiro esteve no Brasil em janeiro para a disputa de um amistoso com o Timão. “Lá conheci o terceiro maior artilheiro da história do clube. Jamie Byatt é pedreiro e joga apenas por amor ao clube. Sua humildade impressiona. Muito legal também foi ver o brilho nos olhos dele ao falar sobre a sensação de jogar para 40 mil pessoas no Brasil”, adianta Berci, antecipando apenas um dos bons relatos que a obra traz.

Crowdfunding

Em parceria com o site Catarse, o autor busca levantar fundos por meio do esquema crowdfunding. O objetivo é angariar R$ 8.700. O valor mínimo da contribuição é R$ 10, com o nome da pessoa sendo inserido na página de agradecimentos. Com R$ 40, o colaborador recebe um exemplar da obra. O prazo final é no dia 16 de maio.

Escrito por:

Carlos Augusto Rodrigues da Silva